Rua da Gente e Feira de artesanato movimentam moradores da Zona Sul

1
573

Artesãos regionais têm a possibilidade de mostrarem seus trabalhos para os moradores, que também podem aproveitar as atividades culturais, lúdicas, esportivas e recreativas no Rua da Gente


No último dia 23, o programa Rua da Gente aconteceu no bairro do Valo Velho, no Capão Redondo. O projeto acontece todos os finais de semana, das 09h às 18h, com o objetivo de levar à população atividades culturais, lúdicas, esportivas e recreativas.

“Exalto o ‘Rua da Gente’, projeto social esportivo e cultural, criado pelo Prefeito Bruno Covas visando aproximar a comunidade do poder público, através do esporte nas comunidades”, disse o vereador Isac Félix.

Além de todas as atividades, a subprefeitura do Campo Limpo também tem realizado um projeto experimental de economia criativa. Os expositores são artesãos regionais que têm a possibilidade de mostrarem seus trabalhos para os moradores, seja através do artesanato, comidas típicas, etc.

“Considero a Feira de Artesanato de extrema importância para a cidade de São Paulo. A feira gera renda e emprego à população, valoriza a mão de obra artesã e fortalece a economia regional”, concluiu o vereador.

Priscila Vieira trabalhava na área de Engenharia Civil mas, após ficar desempregada, decidiu investir na produção de lenços e bandanas, há 6 meses, e já participou de vários eventos e oficinas. “Antes eu trabalhava na Engenharia Civil e com o desemprego eu comecei a fazer pra eu usar, aí as pessoas começaram a gostar e perguntar, e foi quando comecei a fazer”.

“As feiras de economia criativa tem o intuito de gerar renda para muitas famílias e para o território, além de ter um espaço onde artistas de rua podem se apresentar e mostrar seu talento. Muitas mulheres estão se empoderando com esta feira, além de estarmos incentivando o empreendedorismo”, explicou Michele Tatiana Souza Neves Santos, Coordenadora de Cultura da Subprefeitura do Campo Limpo.

Atualmente existem quatro feiras de artesanato espalhadas pela região: próximo ao Metrô Capão Redondo, próximo ao CEU Feitiço da Vila e perto da Subprefeitura do Campo Limpo, no Horto do Ipê. “É um projeto experimental. Toda feira tem 3 meses no local e após esse período nós vamos avaliar junto aos expositores e com a população também para ver se é viável oficializar”, explicou João Mota, coordenador de governo da Subprefeitura do Campo Limpo.

Nesse sábado (30), o programa Rua da Gente acontecerá em outros pontos da Zona Sul:

  • Estrada de Itapecerica, 7129 – Parque Fernanda;
  • Rua Macari Grande, Jardim Nakamura/ M’Boi Mirim;
  • Praça José Saes, Jardim Santa Maria/Vila Matilde.

FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

1 COMENTÁRIO

  1. Bom dia, gostaria de saber como faço para adquirir uma barraca nessa feira, desde já agradeço.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.