Rua da Gente e Feira de artesanato movimentam moradores da Zona Sul

0
84

Artesãos regionais têm a possibilidade de mostrarem seus trabalhos para os moradores, que também podem aproveitar as atividades culturais, lúdicas, esportivas e recreativas no Rua da Gente


No último dia 23, o programa Rua da Gente aconteceu no bairro do Valo Velho, no Capão Redondo. O projeto acontece todos os finais de semana, das 09h às 18h, com o objetivo de levar à população atividades culturais, lúdicas, esportivas e recreativas.

“Exalto o ‘Rua da Gente’, projeto social esportivo e cultural, criado pelo Prefeito Bruno Covas visando aproximar a comunidade do poder público, através do esporte nas comunidades”, disse o vereador Isac Félix.

Além de todas as atividades, a subprefeitura do Campo Limpo também tem realizado um projeto experimental de economia criativa. Os expositores são artesãos regionais que têm a possibilidade de mostrarem seus trabalhos para os moradores, seja através do artesanato, comidas típicas, etc.

“Considero a Feira de Artesanato de extrema importância para a cidade de São Paulo. A feira gera renda e emprego à população, valoriza a mão de obra artesã e fortalece a economia regional”, concluiu o vereador.

Priscila Vieira trabalhava na área de Engenharia Civil mas, após ficar desempregada, decidiu investir na produção de lenços e bandanas, há 6 meses, e já participou de vários eventos e oficinas. “Antes eu trabalhava na Engenharia Civil e com o desemprego eu comecei a fazer pra eu usar, aí as pessoas começaram a gostar e perguntar, e foi quando comecei a fazer”.

“As feiras de economia criativa tem o intuito de gerar renda para muitas famílias e para o território, além de ter um espaço onde artistas de rua podem se apresentar e mostrar seu talento. Muitas mulheres estão se empoderando com esta feira, além de estarmos incentivando o empreendedorismo”, explicou Michele Tatiana Souza Neves Santos, Coordenadora de Cultura da Subprefeitura do Campo Limpo.

Atualmente existem quatro feiras de artesanato espalhadas pela região: próximo ao Metrô Capão Redondo, próximo ao CEU Feitiço da Vila e perto da Subprefeitura do Campo Limpo, no Horto do Ipê. “É um projeto experimental. Toda feira tem 3 meses no local e após esse período nós vamos avaliar junto aos expositores e com a população também para ver se é viável oficializar”, explicou João Mota, coordenador de governo da Subprefeitura do Campo Limpo.

Nesse sábado (30), o programa Rua da Gente acontecerá em outros pontos da Zona Sul:

  • Estrada de Itapecerica, 7129 – Parque Fernanda;
  • Rua Macari Grande, Jardim Nakamura/ M’Boi Mirim;
  • Praça José Saes, Jardim Santa Maria/Vila Matilde.

FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.