“Resiliência e sustentabilidade – oito possíveis mundos pós-Covid-19” é tema de live da UNIP

0
2

O pesquisador Biagio F. Giannetti explicará que a pandemia da Covid-19 revelou as principais lutas do século XXI, tais como desigualdade socioeconômica, cadeias de valores globais, insegurança nacional e meio ambiente em crise


Por: Grupo UNIP-Objetivo

Nesta quinta-feira (29), às 21h, as redes sociais da UNIP transmitirão a live “Resiliência e sustentabilidade – oito possíveis mundos pós-Covid-19”. A atividade traz como palestrante Biagio F. Giannetti, que é professor docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Produção da UNIP e coordenador do Laboratório de Produção e Meio Ambiente da UNIP (LaProMA).

O pesquisador explicará que a pandemia da Covid-19 revelou as principais lutas do século XXI, tais como desigualdade socioeconômica, cadeias de valores globais, insegurança nacional e meio ambiente em crise. “Nada disso parece novo, como muitas distopias encenadas de ficção têm previsto e alertado a humanidade sobre os impactos negativos do consumo insustentável, exibindo cenários de crise econômica e de problemas sociais”, diz.

Segundo Giannetti, várias ferramentas científicas, para avaliar a sustentabilidade, foram desenvolvidas para cobrir aspectos sociais, econômicos e ambientais, porém, a maioria delas é simplesmente utilizada separadamente ou sem um modelo conceitual sólido. Na live, o professor falará sobre isso também, isto é, apresentará uma perspectiva sobre os possíveis cenários de sustentabilidade do mundo, com base em uma estrutura integrada direta para sua quantificação. Artigo detalhado sobre o assunto pode ser visto em: https://cutt.ly/lbfchBk

As três dimensões da sustentabilidade – resumida como sustentabilidade ambiental, produtividade e felicidade – são combinadas com base no modelo de entrada-estado-saída. Para o Prof. Biagio, oito futuros potenciais mundos podem ser definidos. O cenário menos desejável, denominado “Ineficaz”, descreve uma situação ambientalmente insustentável, infeliz e pobre, enquanto o “Paraíso” é a utopia a ser perseguida: feliz, ambientalmente sustentável e produtivo. Decisões das sociedades sobre a ação após medir quantitativamente e monitorar a sustentabilidade será determinante em colocar o mundo em um caminho mais desenvolvido e sustentável.

Acesse:


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.