Prolongamento da Av. Chucri Zaidan recebe propostas de cinco consórcios

0
1013

Licitação foi liberada pelo Tribunal de Contas do Município; finalização da implantação do empreendimento implicará a criação de uma ligação alternativa e de apoio à Marginal Pinheiros


A prefeitura de São Paulo, por meio da SPObras, empresa municipal, publicou em edição do Diário Oficial da terça-feira, 22 de agosto de 2023, a Ata da sessão de abertura dos envelopes contendo a proposta comercial e documentação de habilitação da concorrência para as obras remanescentes de prolongamento da avenida Chucri Zaidan.

A sessão ocorreu na sexta-feira (18), e a concorrência contempla ainda a implantação da rampa cicloviária na Ponte Laguna, corredor de ônibus e a construção de uma passagem subterrânea em túnel sob a Av. Cecilia Lottenberg.

Participaram da licitação várias empresas, constituídas em cinco consórcios.

Na sessão foi aberto o envelope nº 01, com a Proposta Comercial, com os seguintes valores:

= Consórcio Chucri DPG (DP Barros Pavimentação e Construção Ltda, PAULITEC Construções Ltda, GCR Construções S/A) = R$ 431.815.339,26

= Consórcio Corredor Chucri Zaidan (JOFEGE Pavimentação e Construção Ltda, SOEBE Construção e Pavimentação S/A, CONSTRAN Internacional Construções S.A.) = R$ 376.050.151,62

= Consórcio Chucri-Laguna (EGTC Infra S/A, OECI S/A) = R$ 387.978.000,20

= Consórcio AGIS-CONSBEM-TRAIL (AGIS Construção S/A, CONSBEM Construções e Comércio Ltda, TRAIL Infraestrutura Ltda) = R$ 426.660.361,17

= Consórcio CONSTRUCAP-GEOFIX-CHUCRI ZAIDAN (CONSTRUCAP CCPS Engenharia e Comércio S.A. , GEOFIX Engenharia e Fundações Ltda.) = R$ 417.070.986,74

Após a abertura dos envelopes, a sessão foi suspensa para análise e julgamento das propostas comerciais, cujo resultado será publicado no Diário Oficial da Cidade, quando terá início o prazo recursal.

A finalização da implantação do empreendimento implicará a criação de uma nova ligação alternativa e de apoio à Marginal Pinheiros, aumentando a acessibilidade urbana da região sul do Município de São Paulo.

A obra ainda favorecerá os pedestres, com implantação de passeios amplos e acessíveis, e ciclistas, com implantação de ciclovias que fazem a conexão da nova via aos sistemas cicloviários existentes na Marginal Pinheiro e no corredor Berrini

De acordo com o termo de referência, o empreendimento cuja obra foi licitada em 2008 pela EMURB compreendia a execução do trecho da Rua João Dória à Avenida João Dias, numa extensão de 3,2 km, inclusive o túnel sob a Rua José Guerra, atual Rua Cecilia Lotemberg, implantação da Ponte Laguna e obras de adequação.

“Devido a fatores supervenientes que consumiram mais recursos do que o previsto, mesmo com a redução do escopo, não foi possível concluir a obra do túnel, tendo sido executados apenas seus emboques, conforme alternativa em célula simples. O contrato de obras (Lote 5) foi encerrado após os devidos ajustes viários para operação do trânsito e transporte em condições provisórias”, relata o edital.

As obras pendentes abrangem:

= Trecho 1 – Urbanismo da Av. Chucri Zaidan

= Trecho 2 – Implantação do Corredor de Ônibus da Av. Chucri Zaidan e Passagem Subterrânea

= Trecho 3 – Adequação do Corredor de Ônibus da Av. Chucri Zaidan (Av. Joao Doria a R. Antonio de Oliveira)

= Rampas cicloviárias na Ponte Laguna

“Atualmente os moradores reivindicam a retomada das obras, pois sem a passagem subterrânea a mobilidade na região ficou prejudicada, o trânsito ficou sobrecarregado, além de ser uma área inutilizada”, diz o Edital. Fonte: Diário do Transporte


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.