19.9 C
São Paulo
quinta-feira, 26 maio, 2022
Mais

    Programa Mananciais vai melhorar qualidade no tratamento de esgoto na região da Chácara Flórida

    Mais lidas

    Investimento de R$ 2,17 milhões beneficiará mais de 2 mil famílias com tratamento de esgoto adequado


    A prefeitura de São Paulo começou nesta sexta-feira (21) as obras na região da Chácara Flórida, na Zona Sul, que fazem parte do Programa de Recuperação ambiental de Mananciais, Urbanização de Favelas e Melhorias Urbanas.

    A inauguração do início das obras contou com as presenças do Prefeito Ricardo Nunes e do presidente da Câmara, Milton Leite. “Hoje estamos dando a boa notícia de que a obra começa hoje. Assumimos o compromisso de que ela não vai parar e daqui a 15 meses, se Deus nos permitir, estaremos aqui para inaugurar”, revelou Ricardo Nunes.

    O programa é voltado para o planejamento e execução de obras de abastecimento de água e esgotamento sanitário para ações de urbanização e despoluição na bacia da Guarapiranga, e tem um investimento total de R$ 61 milhões, investido pela Prefeitura, em parceria com a Sabesp.

    A Chácara Flórida contará com um investimento de R$ 2,17 milhões e beneficiará mais de 2 mil famílias, além de trazer muitos benefícios a nossa água da represa Guarapiranga, contribuindo diretamente com a despoluição da água.

    O projeto prevê a construção de tratamento de esgoto adequado na região e obras se estenderão pelos núcleos Chácara do Conde, Cantinho do Céu, Mata Virgem, João Manoel Vaz, Nakamura, Ângela, Nakamura, Cavalo Branco, Alto da Alegria, Jardim Orion, Monte Verde, Apurá, Orion, Cidade Júlia e Boulevard da Paz, onde abrigam mais de 192 mil pessoas.

    Outra ação que faz parte do programa são as ações para regularização de construções irregulares nos entornos da represa.

    Saneamento na Guarapiranga

    A Sabesp está investindo mais de R$ 203 milhões para melhoria na qualidade do tratamento de esgoto na Bacia de Guarapiranga. Para se ter uma ideia de como é o resultado desse investimento, em 2016 a vazão de esgoto na represa tratava 534,3 litros por segundo; em 2021 o valor de tratamento de esgoto passou para 991,81 litros por segundo.

    A Sabesp age de três maneiras com obras na represa: Instalação e manutenção de ecobarreiras que estão em operação para retenção de resíduos; coleta de lixo no corpo d´água e nas margens; remoção do excesso de plantas aquáticas.


    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    - Patrocinado -

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas