Prefeitura investe R$ 2 milhões em qualificação profissional na área de gastronomia

0
1075

Entidades e organizações sociais poderão participar da iniciativa do Programa Cozinha Escola


A Prefeitura de São Paulo está selecionando organizações da sociedade civil para a qualificação de mais de 4 mil pessoas, em diversos setores da gastronomia. A iniciativa conta com um investimento de R$ 2 milhões, utilizados para o custe- amento da realização das aulas do programa Cozinha Escola, que tem como objetivo aumentar a geração de emprego e renda.

A iniciativa, promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, por meio da Fundação Paulistana, fará duas seleções. A primeira para contratar entidades que atuem nas zonas Leste e Sul; e a segunda para organizações das zonas Norte e Sul. Ambas terão um aporte de R$ 1 milhão cada.

A mesma entidade pode se candidatar para os dois eixos. “A capital paulistana tem como uma de suas vocações o setor de gastronomia. Por aqui, temos mais de 23 mil estabelecimentos neste setor, empregando mais de 370 mil pessoas na cidade.

O Cozinha Escola foi projetado justamente para aproveitar esta oportunidade e inserir gradativamente novos profissionais ao mercado de trabalho, ou até mesmo fomentar o empreendedorismo e a geração de novos negócios gastronômicos”, comenta a secretária municipal de Desenvolvi- mento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

Cada seleção terá como objetivo capacitar no mínimo 2 mil pessoas no período de 13 meses em oito CEUs (Centros Educacionais Unifica- dos), na área gastronômica, em diferentes cargas horárias. A entidade selecionada também terá a responsabilidade de promover palestras sobre empregabilidade e geração de renda aos participantes, com o objetivo de fomentar o empreendedorismo e a inserção no mercado de trabalho.

Para participar, a organização deve ter experiência em qualificação profissional na cadeia gastronômica, além de um plano de trabalho detalhado para executar as aulas. As candidaturas serão encaminhadas a uma comissão de avaliação, constituída por servidores selecionados da Fundação Paulistana, que farão a análise de documentos e comprovações solicitadas no edital.

As inscrições e entrega de documentos deverão ser feitas presencialmente na sede da Fundação Paulistana, localizada na Av. São João, 473 – 6º andar – Centro até 23 de agosto, das 8h às 17h. Acesse capital.sp.gov.br para ter acesso à relação de documentos e critérios de seleção.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.