19.9 C
São Paulo
quinta-feira, 26 maio, 2022
Mais

    Prefeitura entrega UPA na região com menor IDH de da cidade de São Paulo

    Mais lidas

    A população da região de Parelheiros terá à sua disposição, a partir da manhã desta quarta-feira (26), os serviços de saúde na mais nova Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade de São Paulo. Isso porque o prefeito Ricardo Nunes inaugurou nesse aniversário da cidade a 21ª UPA que atenderá 24 horas por dia com possibilidade de atender 16 mil pacientes por mês e 59, simultaneamente. O custo das obras e dos equipamentos foi de cerca de R$ 10 milhões.

    Segundo o prefeito Ricardo Nunes, a inauguração de uma UPA em Parelheiros é muito significativo, porque é a região de pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de São Paulo. “Estamos trabalhando para melhorar a qualidade de vida da população mais vulnerável. A nossa forma de governar é não deixar obra parada e atender as necessidades das pessoas. É por isso que no orçamento direcionamos R$ 5 bilhões em investimentos para as regiões mais pobres. Nossa meta é expandir o número de equipamentos e fortalecer o atendimento humanizado em cada região. A gente inaugura hoje e amanhã a população já pode ser atendida”, explicou o prefeito.

    As instalações da UPA proporcionarão aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) da capital conforto, segurança e um ambiente adequado para atendimento e assistência à saúde. Para o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido1, a unidade é um importante reforço para a rede de saúde do município, que agora conta com 470 UBSs e 21 UPAs. “Essa é uma entrega de enorme importância para uma região de 200 mil habitantes que contam agora com o sistema de saúde integralmente composto. A UPA vai aliviar o hospital de Parelheiros e a UBS do bairro”, destacou o secretário.

    Presente na inauguração, o vice-governador do Estado, Rodrigo Garcia considerou parcerias entre o Estado e capital importante para transformar São Paulo numa cidade mais acolhedora. “A pandemia escancarou as desigualdades entre as pessoas. É importante diminuir as dificuldades em se investir na saúde da população, como está sendo feito pelos governos estadual e municipal”, disse Garcia
    Para o Vereador Marcelo Messias, essa conquista mostra que a sensibilidade política da atual administração municipal. “Estamos trazendo recursos para a periferia, melhorando as condições de vida dos moradores mais simples dessa cidade, mudando a cara da cidade. Como dentista e profissional da saúde, fico feliz em poder presenciar esse momento tão importante para uma terra aguerrida e cheia de luta como é Parelheiros”, finaliza.

    Estrutura

    A UPA Parelheiros é uma unidade com atendimento 24 horas e vai oferecer serviços de urgência e emergência em clínica médica, pediátrica, odontológica e exames laboratoriais. Ao todo, 451 profissionais de saúde vão trabalhar no local. Com 27 leitos, 84 salas, entre consultórios, salas de avaliação de risco, serviço social, posto de enfermagem, quartos de isolamento, recepção e salas de espera, a UPA tem capacidade para realizar cerca de 16 mil atendimentos mensais.

    A Unidade possui 1.933 m² de área construída e conta com leitos de urgência, ortopedia, triagem, sala de medicação, sala de inalação adulto e infantil, sala para coleta de exames, leitos de observação adulto e infantil, consultórios médicos e odontológico. Segundo o secretário municipal de infraestrutura e obras (SIURB). Marcos Monteiro, a UPA Parelheiros conta com sistema de aquecimento solar, água de reuso, local para armazenamento de lixo (comum, reciclável e infectante), sinalização tátil nos pisos e corrimãos para deficientes visuais, atendendo à todas as normas de acessibilidade vigentes.

    Avança Saúde SP

    As obras da UPA Parelheiros foram executadas com recursos da Prefeitura de São Paulo em contrapartida aos investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como parte do programa Avança Saúde SP, que é um programa de reestruturação e requalificação das redes assistenciais da cidade e tem como objetivo ampliar a oferta, melhorar as condições de acesso e aprimorar a qualidade de serviços municipais do SUS na capital para a população.

    O investimento total no programa é de US$ 200 milhões (cerca de R$ 1 bilhão), dos quais US$ 100 milhões (R$ 500 milhões) financiados junto ao BID e o restante como contrapartida prefeitura. Em setembro do ano passado, o banco liberou mais US$ 22 milhões (cerca de R$ 114 milhões) para a gestão municipal, como parte do empréstimo total.

    Nesta etapa do contrato estão previstas a construção de mais equipamentos de saúde, como UPAs e UBSs, além da continuidade das reformas. Até o momento, 57 estão concluídas de um total de 92 obras contratadas, sendo 55 obras de reformas de UBSs.

    Outras 35 obras estão em andamento, com previsão de entrega neste primeiro semestre de 2022. Outras 38 obras devem ser iniciadas ainda neste ano, dessas, nove obras já estão contratadas para começo de obra em fevereiro de 2022, são elas: cinco construções de UBSs, duas construções de UPAs e duas reformas de UPAs. As demais 29 deverão ter início até o fim deste ano.


    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    - Patrocinado -

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas