19.9 C
São Paulo
quinta-feira, 26 maio, 2022
Mais

    Prefeitura e Sabesp assinam convênio para beneficiar 45 mil famílias com saneamento básico

    Mais lidas

    Obras na região de mananciais do extremo sul da capital terão investimento de R$ 61milhões


    A Prefeitura de São Paulo e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – SABESP firmaram em dezembro um convênio para a ampliação da rede de esgoto e ligação da rede de água na região do entorno da Represa Guarapiranga, no extremo sul da capital paulista. Serão investidos R$ 61 milhões para a execução de obras de saneamento básico (rede de captação de efluente de esgoto doméstico e rede para fornecimento de água potável), para beneficiar 80 mil residências.

    “Cuidar dos mais vulneráveis é nossa grande missão e essa parceria representa um grande avanço que atenderá milhares e milhares de residências, sobretudo em comunidades mais carentes”, afirmou o prefeito Ricardo Nunes durante um evento com empresários e investidores, o São Paulo Day, em Nova York.

    As intervenções vão beneficiar cerca de 45 mil famílias. Com previsão de início para janeiro de 2022, a operação vai abranger regiões de quatro subprefeituras: Parelheiros, M. Boi Mirim, Capela do Socorro e Cidade Ademar; todas no extremo sul.

    “Esse convênio é um sonho que a gente acalenta há muitos anos. A proteção da nossa represa, mas a proteção com dignidade e saneamento básico”, explica o secretário de estado de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido.

    O valor para execução das intervenções será de R$ 121 milhões, sendo R$61 milhões aportados pela SABESP e R$60 milhões pelo município, com recursos do FUNDURB e FMSAI.

    Sobre o Programa Mananciais

    O Programa Mananciais tem como objetivo a despoluição das represas Billings e Guarapiranga. Somada a população que vive no território das duas sub-bacias, estão cerca de 1,8 milhões de habitantes (850 mil na Guarapiranga e 950 mil na Billings). As duas represas correspondem, em tempos de normalidade hídrica, pelo abastecimento de 4 milhões de pessoas.

    A terceira fase do Programa Mananciais visa a urbanização de 64 áreas precárias, bem como a construção de 7.128 mil novas unidades habitacionais para o reassentamento das famílias que se encontram em situação de risco e em frentes de obras. Para proteger a ocupação de novas áreas, está prevista a implantação de um conjunto de parques e espaços públicos ao longo e nas bordas dos córregos que chegam às represas.


    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    - Patrocinado -

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas