Prefeitura desiste de construir túnel na Av. Jornalista Roberto Marinho, que iria fazer ligação com o ABC Paulista

0
250

O projeto do túnel existe desde a gestão Maluf, mas já teve planejamento alterado e suspenso por diversos prefeitos. A última empresa contratada para a obra recebeu R$ 28 milhões da Prefeitura


Um túnel que estava previsto para ser construído na Av. Jornalista Roberto Marinho, não será mais feito. A atual gestão da Prefeitura de São Paulo desistiu da obra, que vem se arrastando por diversas gestões da administração municipal.

Inaugurada em 1995, na gestão do prefeito Paulo Maluf, a Av. Jornalista Roberto Marinho custou R$ 850 milhões. No projeto, que faz parte da Operação Urbana Água Espraiada, estava previsto um túnel, aprovado antes, na gestão de Jânio Quadros (1986-1989). O túnel serviria de ligação com a Rodovia dos Imigrantes e região do ABC paulista e assim desafogaria o trânsito na Av. dos Bandeirantes.

Desde essa época, a construção do túnel já passou por idas e vindas:

  • o prolongamento da avenida foi aprovado em 2002 pela gestão Marta Suplicy, com um túnel de 400m avaliado em R$ 900 milhões;
  • em 2009, a gestão Gilberto Kassab alterou o projeto e decidiu que o túnel teria 2,4 km, com custo de R$ 2,7 bilhões;
  • em 2010, o Tribunal de Contas do Município embargou a obra por irregularidades;
  • em 2012, a Secretaria do Verde e Meio Ambiente deu aval para que o projeto continuasse com a assinatura da Licença Ambiental Prévia;
  • no ano seguinte, em 2013, a gestão Fernando Haddad suspendeu a obra justificando que a duplicação da Av. Chucri Zaidan, a implantação de parque linear e a construção de moradias sociais eram obras com mais prioridade.

Para manter os canteiros da obra abertos, a empresa contratada para o empreendimento recebeu R$ 28 milhões da Prefeitura. Em 2018, o consórcio contratado aceitou devolver parte dos recursos recebidos, após investigação de formação de cartel. A empresa deveria pagar indenização de R$ 7 milhões mas, como o acordo não foi homologado pela Justiça, a Prefeitura nunca recebeu o dinheiro.

A Prefeitura informou que “realizará uma nova licitação para a obra quando tiver recursos financeiros para dar continuidade ao projeto”.

DESVIO DE DINHEIRO NA CONSTRUÇÃO DA AV. JORNALISTA ROBERTO MARINHO

No início de fevereiro, o Ministério Público de SP (MP) anunciou que repassou R$ 34,9 milhões para a Prefeitura, que foram confiscados de uma conta do ex-prefeito Paulo Maluf, que inaugurou a Av. Jornalista Roberto Marinho. Segundo o MP, o dinheiro vem, justamente, dos desvios realizados pelo prefeito na construção da avenida e também do Túnel Ayrton Senna, próximo do Ibirapuera.

O dinheiro estava mantido em uma conta, em nome de Maluf, na Ilha de Jersey, no Reino Unido. Já foram recuperados 120 milhões de dólares, dinheiro roubado pela gestão.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.