Prefeitura abre 400 vagas de trabalho exclusivas para mulheres

0
193

As inscrições acontecem até amanhã (21) para vagas em telemarketing, supermercado e auxiliar de limpeza. Segundo pesquisa, sete milhões de mulheres saíram do mercado de trabalho no início da quarentena


Até o dia 21 de julho, o Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, recebe inscrições de mulheres para 400 vagas de trabalho. Essa ação comemora o Dia Internacional da Mulher-Negra e Latino Americana, em 25 de julho.

“A pandemia pelo coronavírus fragilizou ainda mais a mulher em diversos aspectos, seja pelo crescente número de casos de violência doméstica ou pela perda de postos de trabalho. Mesmo as que mantiveram suas atividades em home office, há um cenário de sobrecarga de funções. Essa ação servirá para reflexão, mas também buscamos empresas parceiras e sensíveis à causa para nos ajudar na recolocação das mulheres que estão em busca de oportunidades de emprego”, disse a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Aline Cardoso.

As vagas são distribuídas nos setores de comércio e serviços:

• as 340 vagas de telemarketing têm salários de até R$ 1.050, para trabalho home office, então, é necessário ter computador e acesso a internet. É preciso ter Ensino Fundamental e Médio completo;

• as 50 vagas de balconista, operadora de caixa, atendente de padaria e repositora têm salários de até R$ 1.442, para trabalhar nas regiões Sul e Centro. É preciso ter Ensino Fundamental e Médio completo;

• as 8 vagas de auxiliar de limpeza têm salários de até R$ 1.201, para trabalhar na Zona Sul. É preciso ter Ensino Fundamental completo e experiência na área.

O processo seletivo acontece na quinta (23) e sexta-feira (24), em três horários: 10h, 13h e 15h. O atendimento presencial, na unidade Central do Cate, é exclusivo para as candidatas pré-selecionadas e convocadas.

Inscrições, até 21 de julho, às 13h: www.bit.ly/processoseletivomulher

DESEMPREGO FEMININO NA PANDEMIA

Quando a quarentena teve início, no mês de março, cerca de sete milhões de mulheres saíram do mercado de trabalho, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnadc). No lado masculino, foram cinco milhões de homens desempregados.

“Se a participação feminina ainda fosse a média dos três anos anteriores, o esperado seria haver 46 milhões de mulheres na força de trabalho e 41 milhões fora dela. A maioria das mulheres estava na força de trabalho; agora, a maioria ficou fora”, explica o pesquisador Marcos Hecksher, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.