Prefeito Ricardo Nunes anuncia desapropriação de imóveis para construção de piscinão em Moema

0
1248
Piscinão será no mesmo endereço onde uma idosa faleceu afogada em enchente no início do ano

Cerca de 12 imóveis receberam a notificação pela Prefeitura para solucionar enchentes no bairro nobre


Visando evitar problemas com enchentes nos inevitáveis períodos chuvosos que São Paulo enfrenta anualmente, o Prefeito Ricardo Nunes anunciou os estudos, a serem desenvolvidos pela Secretaria de Infraestrutura e Obras (SIURB), para a construção de um Piscinão na Avenida Ibijaú, esquina com as Ruas Gaivota e Jauaperi.

A proposta do prefeito santamarense consiste em resolver o problema de enchente na região, para isso, será necessário desapropriar, ao menos, 12 casas na Av. Ibijaú, onde os moradores já foram notificados, e surpresos com a carta recebida, para a desapropriação pela Prefeitura.

Os moradores terão direito a sair de suas casas em até 1 ano e 6 meses, e a Prefeitura está prometendo pagar o valor dos imóveis e dar toda a assistência para transtornos com mudanças.

O local é o mesmo que ocorreu o falecimento da idosa Naidi Capelano, de 88 anos, em virtude de não conseguir sair do carro durante uma enchente no início deste ano. A desapropriação contém uma área de 2.765 mil m².

Dentro desse perímetro, se encontra uma vila de moradores e comerciantes, que ficaram desagradados com a notícia de desapropriação. Em contra partida, a SIURB realizou um estudo com a Fundação Centro Tecnológico Hidráulica (FCTH), da USP, propondo vielas sanitárias para melhorar a vazão de água, porém não teria resultados eficientes de drenagem, assim como aumentaria os alagamentos nos quarteirões abaixo, nas Ruas Canário, Inhambú e Tuim, tornando a construção do Piscinão a melhor alternativa para melhor drenagem da água por toda a região, em geral.

Moema se tornou um dos bairros mais valorizados de São Paulo, já teve uma ascensão imobiliária com grandes construções de arranha-céus nas décadas anteriores, e agora ainda é possível encontrar diversas construções com ousadas e novas tecnologias, se misturando com a nostálgica arquitetura do século XX, quando começou a popularização do bairro.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.