Polícia identifica membros de quadrilha que já assaltaram 100 casas e apartamentos em SP

0
3

Os roubos aconteceram nos bairros do Campo Belo, Vila Mariana, Pinheiros, Jardins, Água Fria, Cambuci, Pari, Belenzinho, Itaquera e Mooca. A quadrilha é formada por jovens que entram nos apartamentos e procuram objetos de valor: dinheiro, joias, computadores, relógios. A Polícia calcula que todas as vítimas tenham sido prejudicadas em R$ 100 mil


Na última terça-feira (18), agentes da Polícia Civil cumpriram 23 mandados de busca e apreensão contra uma quadrilha suspeita de roubar 100 casas e apartamentos na cidade de São Paulo nos últimos dois anos.

Os roubos aconteceram nos bairros do Campo Belo, Vila Mariana, Pinheiros, Jardins, Água Fria, Cambuci, Pari, Belenzinho, Itaquera e Mooca.

A quadrilha é formada por jovens que entram nos apartamentos e procuram objetos de valor: dinheiro, joias, computadores, relógios. A Polícia calcula que todas as vítimas tenham sido prejudicadas em R$ 100 mil.

Da quadrilha, três pessoas foram identificadas. Deste trio, um deles já foi preso sete vezes, outro três vezes e um outro foi preso 11 vezes. Eles sempre foram liberados.

Durante o cumprimento dos mandados, os policiais civis encontraram objetos que serão usados contra a quadrilha: celulares, relógios e uma chave de fenda, o equipamento mais importante nessa busca e que era utilizada para entrar nos imóveis.

Para ter acesso aos prédios dos apartamentos, a quadrilha compra informações de pessoas que trabalham nos condomínios. Daí, na portaria se apresentam como visitantes e um dos criminosos liga para o porteiro fingindo ser o dono do apartamento e autorizando a entrada no local.

“É uma quadrilha, uma associação criminosa que se especializou nesses crimes. Praticaram crimes não só na capital paulista, mas também em Estados do Nordeste e em Brasília”, explica o delegado Roberto Monteiro. Dois integrantes da quadrilha, aliás, são procurados pela Polícia do Ceará.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.