Outubro Rosa: Hospital da Zona Sul é referência na prevenção ao câncer de mama

0
70

Hospital Dia Rede Hora Certa Campo Limpo adotou rede de monitoramento de todo o processo: do atendimento primário ao tratamento, auxiliando no combate à doença


Consciente da importância do diagnóstico precoce no combate ao câncer de mama, que é o segundo mais comum entre mulheres no mundo todo, o Hospital Dia Rede Hora Certa Campo Limpo, gerenciado pelo Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (CEJAM), adotou um procedimento de monitoramento de todo o processo de atendimento às pacientes que procuram pelos serviços da unidade.

Em caso de suspeita da doença, a paciente é submetida à biópsia da lesão. Em seguida, automaticamente, ela é inserida em uma planilha de controle, que possibilita à equipe médica verificar se ela compareceu ao atendimento no dia agendado para retirar o resultado do exame. Em caso de não comparecimento, o hospital realiza uma busca ativa e entra em contato com ela para reagendamento, além de orientá-la sobre a importância do comparecimento.

Caso a biópsia realizada apresente resultado de câncer de mama, é feita uma convocação a nível prioritário para que se inicie o mais rápido possível o acompanhamento e o tratamento da paciente. Nos primeiros oito meses deste ano, o Hospital Dia Rede Hora Certa Campo Limpo realizou 815 encaminhamentos para avaliação com mastologista e 145 biópsias. “O controle por meio de fluxograma feito pelo RHC Campo Limpo facilita os procedimentos, tornando mais dinâmico o atendimento e mais rápido o tratamento”, ressalta Monique Valois Ribeiro, mastologista do CEJAM.

A especialista aponta que um dos sintomas mais comuns da doença é o aparecimento de nódulo endurecido na região das mamas. Além disso, podem aparecer edema e retração cutâneos, descamação dos mamilos, secreção papilar, entre outros sinais. A mastologista ainda ressalta que, embora a enfermidade apresente complexidade de fatores relacionados a ela, a alimentação adequada, a prática regular de exercícios físicos e a diminuição do consumo de bebidas alcoólicas são hábitos que podem ajudar na prevenção. “No caso das mães, a amamentação tem destaque na prevenção, sobretudo durante os primeiros seis meses de vida do bebê”, afirma Monique.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.