Operação ambiental descobre loteamento ilegal em área de proteção em Parelheiros

0
2

A suspeita é que o espaço estava sendo preparado para ser vendido de maneira irregular. O proprietário do imóvel já acumula R$ 29 mil em multas pela 3ª fiscalização, já que o terreno fica dentro de uma área de Proteção e Recuperação de Mananciais da Represa Guarapiranga


Coordenada pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Governo de São Paulo, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e a Polícia Militar Ambiental, a Operação Integrada Defesa das Águas descobriu um loteamento ilegal de casas em Parelheiros, dentro de uma área de Proteção e Recuperação de Mananciais da Represa Guarapiranga.

“A Operação Integrada Defesa das Águas é uma parceria entre órgãos municipais e estaduais que atuam na Região Metropolitana de São Paulo. O objetivo da ação conjunta é proteger, controlar e recuperar as áreas de interesse público, ambientais e de mananciais. Para isso, é feito o monitoramento contínuo das áreas por imagens de satélite, drones e rondas ostensivas”, disse um comunicado oficial do Governo do Estado.

Localizado na Rua Joaquim Assunção, o local estava ocupado por máquinas e material de pavimentação, e ligações irregulares elétricas e hidráulicas já haviam sido feitas.

A suspeita é que o espaço estava sendo preparado para ser vendido de maneira irregular. Os responsáveis pelo crime não foram localizados, mas, o dono do imóvel já acumula R$ 29 mil em multas porque essa é a terceira vez que o local é fiscalizado.

“Esta é a terceira vez que o local é fiscalizado. O proprietário do terreno acumula multas no valor de quase R$ 29 mil. A primeira foi registrada em julho do ano passado, de R$ 18.975 reais, por supressão de vegetação. A segunda, de R$10 mil, foi aplicada em fevereiro deste ano por descumprimento de embargo. Na ocorrência, as pessoas que realizavam o loteamento não estavam no local. As equipes de fiscalização estão avaliando as penalidades que serão aplicadas em razão da reincidência”, informou a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente.

Com a ajuda de caminhões e retroescavadeiras, fiscais da Subprefeitura Parelheiros apreenderam todos os materiais encontrados. Os fiscais ainda vão ter a responsabilidade de monitorar o local, para que novas ocupações não aconteçam.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.