Moradores reclamam da atuação da Enel durante poda de árvores no Jardim Marajoara

0
2

Há anos, um grupo de moradores cuida de um enorme espaço verde na região. Mas, em abril, parte do espaço foi degradado porque funcionários da Enel jogaram restos de galhos em cima de plantas e flores saudáveis


Imagine que um grupo de moradores passa anos cuidando de uma praça ou de um espaço verde no meio da cidade de São Paulo e, então, vem um grupo de funcionários da empresa de energia que, ao podar algumas árvores, joga todos os galhos em cima de plantas e flores saudáveis e em ótimo estado.

Isso realmente aconteceu com moradores da Av. Manoel dos Reis Araújo, no Jardim Marajoara. No dia 21 de abril, funcionários da Enel, a empresa que cuida da energia elétrica na cidade de São Paulo, estiveram na via e podaram várias árvores.

Essa ação deixou os moradores atônitos e revoltados: além de não haver nenhum pedido de nenhum munícipe para poda de árvores no local, os funcionários jogaram os galhos na área verde cultivada e cuidada pelos moradores. Os galhos, aliás, ficaram dias e dias no local porque a empresa não voltou para retirar.

“Enquanto o mundo acusa e critica o Brasil por ‘desmatar a Amazônia’, nós que procuramos dentro de nossa parca liberdade de atuação manter o verde deste pedaço de SP, somos esbofeteados pela atuação de funcionários não treinados que com uma potente serra iam cortando os galhos … que caiam na rua e eram jogados na praça, por cima de tudo o que foi plantado por munícipes conscientes da necessidade de se manter uma cobertura verde que ajuda a terra a não ser erodida, limpa o ar poluído da cidade, ameniza o dia a dia dos moradores e economizam as verbas públicas, já que toda a manutenção é feita e paga pelos moradores”, lamentou a moradora Rosvitha Metzler.

Segundo moradores, a Enel foi ao local para fazer a manutenção de um transformador de energia. Mas, ao invés de realizar este serviço… podou as árvores e deixou galhos espalhados.

A Sociedade dos Amigos de Bairro do Jardim Marajoara (Sajama), que congrega os moradores que cuidam do espaço, disse que “lamenta profundamente que a Enel destrua o trabalho efetuado pela comunidade nas áreas verdes. Não bastasse o descaso, a Sajama e a comunidade ainda ficaram com o ônus de ter de refazer esses canteiros, o que demanda tempo e dinheiro”.

A Enel Distribuição São Paulo informou que “as podas executadas na Av. Manoel dos Reis Araújo seguem o plano de manutenção anual autorizado pela Prefeitura de São Paulo, que tem como objetivo diminuir o número de desligamentos ocasionados pelo contato da vegetação com a rede elétrica. Com relação ao pedido de poda de galhos próximos ao transformador, a equipe identificou a necessidade de manutenção do equipamento e, por questões de segurança, não realizou o serviço. A distribuidora agendará a manutenção na rede e, em seguida, a poda será realizada. Em relação aos resíduos deixados no local, a companhia providenciou a recolha na última quinta-feira (6) e orientou a equipe sobre o procedimento correto nesses casos”.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.