Onyx Lorenzoni apresenta o livro ‘Do Baixo Clero ao Planalto’, em coquetel no Palacete Rosa

0
185

Palestra de lançamento contou brevemente bastidores da Gestão Bolsonaro e curiosidades do livro


Na tarde de quarta-feira (1º), o político do Governo Bolsonaro, Onyx Lorenzoni, veio até o Palacete Rosa, no Ipiranga, para o lançamento do seu livro ‘Do Baixo Clero ao Planalto’, narrando a campanha do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Onyx realizou uma palestra de apresentação, enquanto o público pôde ser contemplado com um discurso empolgante sobre os bastidores daquilo que será eternizado em seu livro como o ‘nascimento da Direita Conservadora’ no Brasil.

“Quando termina a reeleição da Dilma, o Bolsonaro me disse: ‘Estou fechando 7 mandatos, 28 anos, o que aconteceu aqui no Brasil naqueles anos, 2015, 2016 foram coisas terríveis’. Ele tomou a decisão, desde o final de 2015, de não disputar mais para Deputado Federal e sim para Presidente da República”, explicou Onyx. “Achava que poderia mudar a cara do Brasil, era uma coisa dele”, completou.

A forma como a mídia lidou e criou a imagem do Governo Bolsonaro impactou na opinião pública, criando duas torcidas políticas de futebol. “Acho que a influência da mídia você pode medir pela eleição de 2018, influencia dela foi zero. Se tu tiveres liberdade nas redes sociais, não importa, pode fazer o que quiser”, opinou Onyx.

Durante o discurso, foi mencionado quando Jair Bolsonaro cativou as crianças de uma escola de ensino fundamental na Coreia. “Ele não fala inglês ou coreano, e mesmo assim as crianças foram até ele, e foi aí que percebi que ele iria ganhar a eleição” discursou e complementou sobre o Brasil: “Gosto muito de uma palestra da Viviane Senna, que ela começa a palestra mostrando uma sala de aula de 1910 e outra de 2010, escola pública no Brasil, o que muda? O vestuário das pessoas e a cor do slide, mais nada, a sala é igual, o brasil não mudou, o brasil tem um trabalho gigantesco para fazer”.

Sobre o livro: “O livro tem uma origem: Sou um cara com muita fé, Deus me levou para o outro lado do mundo, fui conhecer a política, mais precisamente em Portugal, Espanha, Itália. O livro é porque onde eu ia na Europa, diziam ‘agora o Brasil vai melhorar porque trocou o presidente’. Eu dizia que ia piorar e que era uma história comprida para contar e acabei escrevendo o livro”, finalizou Onyx propondo uma interessante leitura sobre o surgimento da Direita Conservadora no Brasil.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.