Ofisa traz cantor consagrado e grupo de forró prestigiando o melhor da cultura nordestina

0
540

Grupo Sul News assistiu parte do último ensaio do Concerto de Agosto da Maestra Sílvia Luisada


No domingo (27), às 11h, gratuito, vem o tradicional Concerto da Orquestra Filarmônica Santo Amaro (Ofisa), em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, onde o jornalista Matheus Laube foi até o último ensaio antes da apresentação oficial descobrir algumas curiosidades para os leitores.

A Maestra Sílvia Luisada sempre mistura ritmos, costumes, danças, épocas, além de contar com uma equipe de músicos e cantores fora de série em suas programações. Dentre eles, o violinista Renato Cruz, que é formado em Matemática, vai protagonizar seu primeiro solo com orquestra, com o Concerto Nº 1, do austríaco Franz Joseph Haydn.

“Haydn foi muito marcado pelo começo do período Clássico da música. Ele precedeu o período Barroco. Ele escrevia para imperadores, era um empregado da corte. O que tem de especial em Haydn é a elegância. Minha apresentação mostrarei ao público essa elegância”, disso Renato Cruz.

E que tal misturar orquestra com forró? O gênero musical mais nordestino com a orquestra do bairro mais nordestino de São Paulo vai sacudir o público! Lucca Rolim, Paula Lins e Baiá Fagundes são um trio de Campinas que vai trazer a Feira de Mangaio, misturando o melhor da música popular com o melhor da música erudita.

“Cada um de nós três somos de um grupo, criamos essa intimidade e trabalhamos juntos quando precisa”, disse Paula Lins. “Nos sentimos muito a vontade de tocar e ensaiar. Já toquei acordeom com a Orquestra do Instituto Anelo, de Campinas, quando recebi esse convite me lembrei dessa experiência e achei bacana reviver isso com a Ofisa”, acrescentou Baiá.

O consagrado ator musical Arízio Magalhães já atuou com Miguel Falabella e Thiago Abravanel no Musical da Pequena Sereia, possui uma voz marcante interpretando Frank Sinatra! Ele virá para perfumar o Teatro Paulo Eiró com todo o romantismo de ‘Never can say goodbye’, de Clifton Davis, modificada em 1974 por Gloria Gaynor.

“Fui estudar medicina nos EUA e voltei formado em teatro musical! A Sílvia sempre fez parte da minha família porque ela era professora de piano da minha irmã. Trouxe música pra minha casa, talvez foi a maior influência artística, a Sílvia e a minha irmã”, se apresentou Arízio.

Matheus assistiu ao final do ensaio, quando tocaram o ‘bis’. Um conselho: Aplaudam bastante, esse bis vale a pena ouvir!


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.