O olhar feminino na maior associação de advogados da América Latina

0
1275
Flávia Fornaciari Dórea é conselheira da Associação dos Advogados de São Paulo

A advogada Flávia Fornaciari Dórea é conselheira da Associação dos Advogados de São Paulo desde 2015. Na atual gestão, ela exerce o cargo de Diretora Cultural e, com isso, tem a responsabilidade de promover cursos, palestras e webinars que atendam além da sua demanda interna — são mais de 80 mil associadas e associados em todo o Brasil — a advocacia de todo o país, com temas relevantes, que fujam do trivial.
 

Com esse objetivo de união da classe, a Associação de Advogados inicia na próxima quinta-feira (25/08) o seu já tradicional Encontro Anual AASP, que está na 13º edição e será realizado no formato presencial — após dois anos no formato digital por causa da pandemia de Covid-19 — na cidade de Campos do Jordão, interior paulista. Nesta edição, estarão presentes os ministros do Supremo Tribunal Federal — STF, Luís Roberto Barroso, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes. Além deles, estão confirmadas as participações dos ex-ministros do STF, Nelson Jobim, Cezar Peluso e Carlos Ayres Britto. A palestra de abertura será com o escritor e navegadorAmyr Klink.
 

O evento faz parte do Mês da Advocacia AASP que promove webinars totalmente gratuitos, que contam com a participação de nomes importantes da área jurídica para dialogar sobre temas diferentes daqueles a que a advocacia está acostumada. Abaixo a advogada conta mais detalhes sobre os eventos.

Entres os dias 25 e 27 de agosto, ocorre o 13º Encontro Anual AASP. Conte-nos um pouco sobre o evento.

Dra. Flávia Dórea. Este é o grande evento da Associação dos Advogados que já é tradicional entre a classe jurídica. Estamos bem animados e felizes em poder realizá-lo no modelo presencial. Nos últimos dois anos, o Encontro foi realizado no formato digital devido à pandemia. Portanto, estamos ansiosos para ter contato mais próximo com as pessoas, aquela conversa de trabalho ou descontraída, de que tanto nos privamos durante o isolamento social.

A palestra de abertura será com o navegador Amyr Klink, qual a relação com a advocacia?

Dra. Flávia Dórea. Nós já tivemos a experiência de trazer na abertura do Encontro um palestrante que não faz parte do meio jurídico e a ideia foi muito bem recebida pelos participantes. Neste ano, o navegador e escritor Amyr Klink vai falar sobre suas experiências no planejamento e organização de suas viagens, além de tratar também sobre questões éticas e de pessoas, relacionando tudo isso com a advocacia. Acreditamos que será uma palestra muito interessante e proveitosa para o público presente.

Além do Amyr Klink, a presença de representantes do STF deve ser o ponto alto do evento, na sua opinião?

Dra. Flávia Dórea. Antes dos representantes do STF, teremos os painéis temáticos separados por áreas de interesse da advocacia. Em seguida, haverá uma programação com temas mais gerais. Por fim, o VII Colóquio sobre o Supremo Tribunal Federal — STF em que teremos a presença dos Ministros Luís Roberto Barroso, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes e dos ex-ministros do STF, Nelson Jobim, Cezar Peluso e Carlos Ayres Britto. A proposta do Colóquio será debater a atuação do STF que está em grande evidência nos últimos tempos. Diante disso, consideramos que este evento se reveste de total importância não apenas para a advocacia, mas para toda a sociedade brasileira.

Mudando para o Mês da Advocacia, como foi o seu trabalho na elaboração?

Dra. Flávia Dórea. Ainda que a demanda dos nossos associados e da advocacia em geral seja para assuntos que todos estão acostumados a trabalhar no dia a dia, procuramos trazer, no mês da advocacia deste ano, temas que fugissem dos mais convencionais dentro do Direito. Nossa ideia foi justamente buscar assuntos mais inovadores com o objetivo de contribuir para a formação de novos pontos de vista em relação ao Direito.

Dra. Flávia Dórea, essa transformação no olhar no momento da elaboração dos temas trouxe quais novidades?

Com esse novo direcionamento, foi possível pensar em novos temas, que fogem da rotina tradicional da advocacia como, por exemplo, o Direito à moda, o Direito dos pets e a Tecnologia. Além disso, foi possível também tocar no assunto de criação e uso de marca, tratando da importância do profissional do Direito possuir a sua própria marca, o que o ajudará a se destacar dentro do mercado de trabalho, que é cada vez mais competitivo.

O tema diversidade foi pensado em relação aos webinars?

Dra. Flávia Dórea. Sim, com certeza. Não só diversidade, mas também inclusão. As questões raciais e de gênero estão muito presentes nos debates. Temos ainda webinar sobre o Direito dos povos indígenas, cuja proposta é tratar o assunto no debate que será realizado no dia 30 de agosto, mostrando como se dá a inclusão destes povos no âmbito jurídico. Na semana passada, inclusive, tratamos sobre o tema inclusão nas organizações sob o aspecto jurídico. Com a inclusão garantimos direitos inerentes a qualquer pessoa, mas são poucas as organizações que colocam em prática políticas voltadas a essa temática. O webinar tratou da questão, por meio de casos e dados, desse importante debate para a sociedade civil.

Para quem se interessar em participar do mês da advocacia e do 13º Encontro, o que é necessário fazer?

Dra. Flávia Dórea. É simples. O interessado pode acessar a página da AASP Link para conferir a programação. O Mês da Advocacia AASP tem eventos programados até o dia 31 de agosto. Caso alguém se interesse pelos temas que foram tratados anteriormente, é possível acessar os links que ficam disponíveis na página do evento. Para participar do 13º Encontro Anual AASP, as inscrições poderão ser feitas até o dia do evento na página Link.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.