Novo espetáculo da Cia Paideia de Teatro mostra a busca pela sabedoria e a tolerância

0
473

Peça acontece em Santo Amaro e convida o público a participar de encontro com os atores antes do espetáculo e de debate depois da encenação

 

“Quer mesmo saber?”, o novo espetáculo da Cia. Paideia de Teatro, é inspirado em contos do escritor malinês Amadou Hampâté Bâ, nome importante na valorização da tradição oral africana; em mensagens de Cora Coralina; e do sábio Tierno Bokar, do Mali, considerado promotor de um pensamento muçulmano ecumênico e em histórias antigas de Salomão, considerado o rei mais sábio de Israel.
Com texto e direção de Amauri Falseti, o espetáculo fica em cartaz até 15 de junho e mostra como a troca de experiências pode contribuir para tolerância e busca da sabedoria em dois momentos: o do espetáculo teatral (50 min) e o da interação com os artistas antes e depois da peça (30 min).
“As crianças são convidadas a participar de uma experiência que engloba vários aspectos da arte teatral: cenário, música, figurino e jogos. A partir de uma história de fantasia o público é levado a refletir sobre temas importantes como o respeito pelas diferenças”, explica Amauri Falseti.
Em “Quer mesmo saber?”, três narradoras convidam o público a viajar por tempos antigos ao lado de seres fantásticos e até animais falantes. Em busca de respostas para suas angústias, dúvidas e curiosidades, as personagens se aventuram por desertos, casas simples, palácios e aprendem mensagens importantes como respeito.
SERVIÇO:
Sábados e Domingos, às 17h | Quartas, às 10h | Até 15 de junho
Ingressos: R$ 30,00 (ingresso solidário); R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia); entrada gratuita para professores da Rede Pública e alunos da EMEF Carlos de Andrade Rizzini.
Endereço: Rua Darwin, 153 – Santo Amaro | Próximo à estação Adolfo Pinheiro, da Linha 5-Lilás do metrô
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.