Moradora de Santo Amaro reclama de obras da Sabesp

0
64

A reclamação é que, para fazer a rede coletora de esgoto, a Sabesp está instalando “canos superficiais” em cima de canos que estão no local há 40 anos. Com as enchentes, que já afetam a região, os moradores temem que a obra piore a situação em dias de chuva


Todo início de ano a cidade de São Paulo sofre com o mesmo problema: enchentes e alagamentos.

Na região de Santo Amaro, uma moradora enviou nova reclamação ao Grupo Sul News, com questionamentos sobre uma obra da rede coletora de esgoto na Rua Carolina Cardoso de Oliveira, próximo a Alameda Santo Amaro, que abrange uma vila de cinco casas.

“Observo que estão instalando Canos Superficiais em cima dos que nos servem há mais de 40 anos desde a canalização de um rio que por aqui passava. Os canos não foram envelopados com concreto, estão instalados direto na terra, isso pode abrir um buraco ao longo dos canos. Sofremos com enchentes recorrentes e nosso medo é que essas obras com a instalação de canos superficiais da nova rede venha a piorar a nossa situação”, disse a moradora Sandra Léa Fernandes.

Com as enchentes que já afetam a região, os moradores temem que essa instalação de canos piore a situação em dias de chuva. Aliás, isso já ocorreu: no dia 29 de dezembro de 2020, durante a chuva, os canos ficaram expostos e a terra que os cobria foi levada pela enxurrada. “Responsáveis que aqui vieram me afirmaram que seria feita uma pavimentação UNIFORME sobre essas valas RASAS e SUPERFICIAIS, o que não foi feito”, completa a moradora.

A Sabesp informou que “realiza implantação de redes de coleta de esgoto por meio do Programa Novo Rio Pinheiros e que o trabalho seguiu estudos e projetos técnicos, realizados de acordo com as normas de engenharia.

A operação das novas redes de esgoto ocorrerá de forma segura e sem interferências com outros sistemas, como por exemplo o de drenagem urbana, que capta as águas de chuvas e é de responsabilidade da Prefeitura. Sobre a reposição de pavimento, esclarecemos que primeiramente são assentadas as redes coletoras, e o asfalto será concluído após a execução das ligações domiciliares que irão coletar os esgotos das residências.

Uma equipe esteve no local em dezembro informando e orientando os moradores sobre a obra. Eles continuarão sendo informados das próximas etapas pela equipe social do consórcio que realiza as obras”.

A Subprefeitura Santo Amaro informou apenas que “todos os questionamentos devem ser encaminhados para a Sabesp”.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.