Enchentes provocam estragos na região de Santo Amaro

0
439

Moradora reclama que Subprefeitura não faz manutenção constante e sempre que chove forte diversas ruas da região ficam inundadas

 

Na última semana, a cidade de São Paulo foi atingida por um temporal que deixou muitas regiões em estado de atenção devido aos alagamentos. O bairro de Santo Amaro foi uma das regiões mais atingidas.
Uma moradora da Rua Carolina Cardoso de Oliveira, próximo a Alameda Santo Amaro, entrou em contato com o Grupo Sul News para reclamar sobre o descaso da Subprefeitura em relação as enchentes constantes que afetam a região em períodos chuvosos.
“Isso é um sofrimento de décadas que só vem piorando. Há alguns anos a manutenção era mensal, mas agora as equipes da Prefeitura fazem uma limpeza rasa. Eu moro entre duas vielas, e o local tem canos de esgoto a céu aberto (que são das casas que margeiam a viela). Falta manutenção, capinagem e limpeza: sem isso a água não tem para onde correr e quando chove forte a água sobe mais de 1 metro, entrando nas casas trazendo sujeira, lixo e bichos”, disse Sandra Léa Fernandes. Ela também reclama do atendimento no Portal 156 da Prefeitura, que finaliza seus protocolos, antes dos pedidos de manutenção serem realizados.
Além das enchentes constantes, Sandra e seus vizinhos temiam a queda de um poste de madeira que estava pendurado no muro de uma casa, com risco de cair. A reportagem do Grupo Sul News entrou em contato com a Eletropaulo, que trocou o poste no dia 11 de outubro.
Ao contrário do que a moradora aponta, a Secretaria Municipal das Prefeituras Regionais (SMPR) disse que o local é limpo com frequência, e que “a Subprefeitura de Santo Amaro notificou a empresa Sustentare para que a limpeza no local seja reforçada. No primeiro semestre de 2018, as bocas de lobo da região foram limpas 6446 vezes, uma média de 35 limpezas por dia”.
Quanto aos protocolos finalizados no Portal 156, sem que a manutenção tenha sido cumprida, a SMPR não se manifestou.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.