Mapa coloca bairros da Zona Sul no ranking dos 10 distritos com mais vítimas do trânsito

0
46

De acordo com o Mapa da Desigualdade, Santo Amaro e Capela do Socorro são os bairros da Zona Sul que mais registraram vítimas nos acidentes de trânsito do ano passado. Na lista também estão Pinheiros, Morumbi, República, Bom Retiro, Pari, Brás, Sé e Barra Funda


Os distritos de Santo Amaro e Capela do Socorro estão entre os 10 bairros com mais acidentes de trânsito com vítimas registrados no ano passado, de acordo com o Mapa da Desigualdade deste ano.

Pelo mapa, 39,6% dos acidentes em Santo Amaro registraram vítimas e, na Capela do Socorro, houve vítimas em 32,1% dos acidentes.

“O georreferenciamento de todos os acidentes é realizado pela PMSP e disponibilizado na plataforma Vida Segura. Os que já estão georreferenciados em logradouros públicos (+- 70%) não foram alterados. Os que são georreferenciados por processo de geocoding dentro dos lotes fiscais (+- 30%) foram corrigidos pelo Instituto Cordial, tendo sido reposicionados para a quadra viária (meio-fio) mais próxima da face do lote fiscal onde o acidente foi originalmente georreferenciado”, explica a Rede Nossa São Paulo, produtora do Mapa da Desigualdade.

Os outros bairros que estão no ranking dos que mais registraram acidentes com vítimas são: Pinheiros (29%), Morumbi (29%), República (32%), Bom Retiro (33,3%), Pari (33,3%), Brás (38,2%), Sé (59,4%) e Barra Funda (60,9%).

Santo Amaro e Capela do Socorro também estão na lista dos 10 bairros com mais mortes em acidentes de trânsito, com 18,8% e 19,3%, respectivamente. Da Zona Sul, apenas Marsilac, Vila Mariana e Moema estão na lista dos bairros que registraram menos de 2% de mortes nos acidentes de trânsito registrados no ano passado.

“O Plano de Segurança Viária vigente desde 2018 se baseia em parâmetros internacionais para definir a meta de redução do índice de mortos para 3 óbitos por 100 mil habitantes até 2028. Entre as causas mais comuns de acidentes com morte estão a desatenção de motoristas, o excesso de velocidade, a ingestão de álcool e a desobediência à sinalização”, alerta a Rede Nossa São Paulo.

De acordo com o InfosigaSP, programa do Governo de São Paulo que gerencia dados sobre o trânsito, entre junho e setembro houve um crescimento na quantidade de vítimas fatais na região metropolitana de São Paulo, decorrente dos acidentes de trânsito. Em junho foram 108 mortes em 94 acidentes e em setembro, foram 147 mortes em 137 acidentes.

Já no Estado, houve uma diminuição das mortes fatais em acidentes de trânsito. “Entre janeiro e agosto de 2020, São Paulo registrou 3.183 vítimas fatais, 26% a menos do que no mesmo período de 2015, quando a medição teve início, com 4.327 óbitos”, informou o InfosigaSP.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.