Lixo radioativo armazenado em Interlagos terá de ser retirado e levado para outro lugar

0
5

Não são todos os moradores que sabem que há 1.179 toneladas de lixo radioativo estocado próximo de suas casas


Um dos problemas que uma Usina Nuclear pode oferecer são os lixos radioativos da produção de energia elétrica, fora os poluentes na atmosfera, contudo, o presidente Jair Bolsonaro defende a construção dessas usinas como solução no combate à crise hídrica.

O Brasil é um dos países que mais possuem reservas de Urânio no mundo, material usado em Usinas Nucleares, a justificativa da construção desse tipo de Usina é válida levando em consideração o potencial de operação no país, mas o problema é… O que fazer com os dejetos e lixos radioativos? Estocar, armazenar, aonde?

Pensando nisso que São Paulo está vivendo um problema ambiental… Atualmente existem 1.179 toneladas de lixos radioativos estocados em galpões antigos no bairro de Interlagos, zona Sul, a notícia é até surpreendente, já que muitos moradores nem fazem ideia que possuem material radioativo próximo de suas casas.

A empresa estatal Indústrias Nucleares do Brasil (INB) pretende retirar todo esse material ultra tóxico do local e notificou ao Ministério Público de São Paulo dois possíveis destinos: Caldas, cidade de 15 mil habitantes em Minas Gerais, já tendo lixos radioativos estocados, e Itu, interior de São Paulo e cidade turística, onde a INB possui sede também.

O problema se agrava com as prefeituras dos dois municípios sendo totalmente contra as respectivas cidades virarem depósito de lixo radioativo, e pensando um pouquinho, qual é a cidade que quer virar um aterro de lixo radioativo, que pode causar câncer e outros problemas de saúde com o descarte indevido desse lixo?

O Estados Unidos é o país com maior número de usinas nucleares, sendo 98 usinas em funcionamento, a França possui 58 e a China, 45, sendo os três países com maior número de usinas nucleares no mundo, o pensamento de Jair Bolsonaro visa combater a crise hídrica que as usinas hidrelétricas estão vivendo, mas a questão é… O que fazer com os poluentes que serão jogados na atmosfera? E os impactos ambientais que diversas regiões do Brasil teriam com essas usinas? Seria importante, para dar um passo dessa magnitude, olhar para os Estados Unidos, França e China o comportamento ambiental de todas as regiões e ver se o Brasil suportaria todo esse material radioativo.

Existem muitas Usinas Nucleares pelo mundo, mas é preciso lembrar por todo sempre o que aconteceu com Chernobyl ao maior acidente nuclear da história, é válido você saber que os cientistas estimam que é necessário 20.000 anos para o local deixar de ser radioativo, ou seja, não será tão cedo que essa região será povoada novamente, a solução de Jair Bolsonaro é válida, mas é preciso sempre pensar primeiro na segurança e saúde de sua população.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.