Lixo em terreno abandonado da CDHU incomoda moradores do Jardim São Luís

0
218

Governo iniciou obras de infraestrutura no local em 2003, mas licitação do projeto só será feita após aprovação da Prefeitura

 

Em 2003, o Governo do Estado anunciou que faria obras de infraestrutura em um terreno da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), no Jardim São Luís. Mais de 15 anos depois, o empreendimento não saiu do papel.
Arnaldo Neres, morador do Jardim Letícia, que fica próximo ao local, reclamou ao Grupo Sul News que “o poder público não toma nenhuma providência” e o terreno está cheio de entulho e mato alto, o que prejudica as EMEFs Anna Silveira Pedreira e M’Boi Mirim 1, ambas localizadas no mesmo endereço, na Rua Nova do Tuparoquera.
“O que incomoda no local é o entulho, mato alto e o terreno abandonado há anos. No local não tem placa, mas todo mundo sabe que esse terreno é da CDHU”, explica o morador.
O Governo previa investir R$ 74,2 mil, em três meses, para executar o fechamento da área que seria destinada à construção de futuras moradias do Conjunto Habitacional Campo Limpo L.
Em nota, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) informou que “o terreno localizado na Rua Nova Tuparoquera é destinado à construção de aproximadamente 510 unidades habitacionais que integrarão o Conjunto Habitacional Campo Limpo L. Atualmente está em aprovação, na Prefeitura de São Paulo, o projeto de parcelamento do solo. Após essa aprovação, a Companhia irá licitar o projeto do empreendimento para a edificação das moradias”.
Sobre a zeladoria, informaram que “em novembro de 2018, a CDHU realizou limpeza no terreno. Já está em andamento a contratação do serviço de limpeza de entulho e de poda do mato alto na área, devendo ter início no segundo semestre. A Companhia mantém, ainda, vigilância motorizada 24 horas para monitoramento e preservação da vegetação do local”.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.