Instituições se unem para arrecadar alimentos em pedágio solidário na Zona Sul

0
3

Com o apoio do deputado estadual Adalberto Freitas (PSL), moradores da Zona Sul foram ao “pedágio solidário” para doar alimentos e itens de higiene para pessoas em vulnerabilidade social neste período de pandemia


De acordo com o Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, feito pela Rede Penssan, cerca de 19 milhões de pessoas passaram fome em 2020. Além disso, mais da metade dos lares brasileiros enfrentaram a insegurança alimentar.

Isso significa que é cada vez mais importante doar alimentos e cestas básicas para famílias em vulnerabilidade. Para reforçar essa doação, no último sábado (8), a Praça Enzo Ferrari, em frente ao Autódromo de Interlagos, foi palco de generosidade durante o projeto Pedágio Solidário, que arrecadou alimentos e produtos de higiene, essenciais na luta contra a Covid-19.

A ação foi uma parceria entre a Associação Paulista dos Empreendedores do Circuito das Compras (APEEC), o Instituto Sociocultural Brasil-China (Ibrachina) e a Associação Cidadania Inclusão Social Sustentabilidade Ambiental (ACISSA), com apoio do deputado estadual Adalberto Freitas (PSL).

Edmilson Bordan, relações institucionais da APECC e da Ibrachina; Leandro Freitas, procurador da ACISSA; deputado Adalberto Freitas e Peter Souza, representante da APEEC e da Ibrachina

“Aqui no fundão da Zona Sul da cidade de São Paulo tem muitas famílias que estão passando muitos problemas, inclusive da falta de comida em casa. Agradeço as instituições por terem me convidado para apoiar esse evento. Meu mandato é ligado em questões sociais e sempre vou apoiar iniciativas como essa”, disse o deputado Adalberto Feitas.

Todas as doações serão encaminhadas como cestas básicas para famílias da Zona Sul, que tem procurado ajuda da ACISSA. “A ACISSA é uma associação que foi criada há praticamente 20 anos, ficou parada por um tempo e agora nós voltamos a fazer um trabalho na região de Interlagos, onde é a nossa sede. O que a gente conseguir montar, vamos mandar para as regiões que estão nos procurando e pedindo ajuda: Interlagos, Parelheiros, Grajaú, Campo Limpo, M’Boi Mirim. O trabalho da ACISSA é social, é a inclusão das pessoas com vulnerabilidade ou necessidades especiais. Então, a gente busca doações com empresários e parlamentares que possam nos ajudar a levar acesso para as pessoas que tem mais vulnerabilidade”, explica Leandro Freitas, procurador da ACISSA.

Além da busca por doações, as instituições parceiras, como a APEEC, também atuam pela abertura do comércio e garantia do emprego. “Participamos para socorrer as pessoas mais necessitadas nesse tempo de pandemia que assola a humanidade, principalmente os brasileiros. Nós entendemos que é vacina no braço e comida no prato, então, a APEEC tem atuado no intuito da abertura do comércio para socorrer as famílias que vem precisando de trabalho para se sustentar. O Ibrachina está ajudando com doações para socorrer nessa parte assistencial”, relata Peter Souza, representante da APEEC e da Ibrachina.

De acordo com o deputado Adalberto Freitas, a campanha de arrecadação vai acontecer durante todo o mês de maio. “As políticas públicas não atingem a todos e eu procuro atender a quem precisa. Essa campanha vai ser de um mês, agora em maio, e pretendemos arrecadar 30 toneladas de alimentos e distribuir para 10 mil pessoas”, promete.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.