Hub faz um ano com 11,5 mil dependentes encaminhados para tratamento

0
126

Serviço do Governo de São Paulo localizado no centro da capital oferece condições para recomeço entre usuários de drogas

O Hub de Cuidados em Crack e Outras Drogas, do Governo de São Paulo, completa um ano de funcionamento neste mês de abril com 28,8 mil atendimentos realizados na recepção de pronto atendimento. Deste total, 16 mil receberam cuidados, sendo 11,5 mil pessoas encaminhadas para tratamento de dependência química.

A triagem realizada com os que chegam pela porta de entrada do Hub, feita ao longo do período, ajuda a entender o perfil da população atendida: a média de idade é de 37 anos e 91% são homens. Mais de 84% dos pacientes que passaram por entrevista estavam em situação de rua. Os frequentadores das cenas abertas de uso representam 63%, sendo que 11% afirmam terem passado dez anos ou mais pelos fluxos.

“A avaliação ajuda a identificar quadros que precisam de atendimento emergencial. Aproveitamos esse momento para traçar um perfil epidemiológico do indivíduo. Isso nos ajuda a identificar o perfil dos pacientes e a nos organizar de acordo com suas reais necessidades”, explica Quirino Cordeiro, médico psiquiatra e diretor do Hub.

Como funciona o Hub

Situado na região da Estação da Luz, no centro de São Paulo, o Hub serve como porta de entrada de urgência e emergência para pessoas que apresentam quadros agudos de dependência química, atendendo prioritariamente usuários das cenas abertas. Eles passam por uma avaliação clínica multidisciplinar e, quando necessário, são encaminhados para um tratamento individualizado, de acordo com o perfil de cada usuário. Os encaminhamentos são para hospitais especializados, outros tipos de unidades de saúde e comunidades terapêuticas.

O Hub ainda oferece acompanhamento de atenção psicossocial para pacientes que já passaram pelo período de internação. Com quadros mais estabilizados de dependência química, o objetivo é auxiliar no processo de reinserção social.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.