Hospital Municipal Infantil Menino Jesus atende por ano cerca de 130 novos casos de má-formação congênita frequente na infância 

0
2372

Hospital se tornou uma das principais referências no tratamento do pé torto congênito no município de São Paulo; unidade ampliou atendimento e oferece uma nova metodologia terapêutica 


Caracterizada pelo mau alinhamento do pé, que envolve partes moles e ósseas, o pé torto congênito acomete crianças ainda durante o período de gestação. Embora com baixa incidência, sendo 1 a cada 1.000 nascidos vivos, e de causas não estabelecidas, é a deformidade óssea mais comum em bebês recém-nascidos. O Hospital Municipal Infantil Menino Jesus, da Secretaria Municipal da Saúde, se tornou uma das principais referências neste tipo de tratamento na rede pública da capital paulista. Em média, o hospital, gerido pelo Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês (IRSSL), atende cerca de 130 novos casos por ano.  

A parceria entre o hospital e o instituto permitiu a ampliação do programa municipal, a partir de nova metodologia de tratamento, mais tecnologia e maior capacidade de atendimento, o que garante às crianças diagnosticadas com pé torto congênito, nascidas nas maternidades públicas da rede municipal, acesso ao tratamento precoce, integral e de excelência.  

Tratamento 

A condição provoca o encurvamento dos pés para dentro e pouca mobilidade. Atualmente, o hospital oferece tratamento baseado no método Ponseti, com chances de 95% de bons resultados quando iniciado logo nos primeiros dias de vida e sem nenhum comprometimento locomotor.  

Pelo método, são realizadas sucessivas trocas de aparelho gessado para trazer o pé invertido progressivamente à posição correta, seguida de uma pequena cirurgia minimamente invasiva complementar no tendão, e o uso de órtese até os quatro anos de idade. Por mês, o Programa Municipal de Pé Torto realiza, em média, 60 aplicações de gesso e oito cirurgias.  

“A integração entre o Hospital Menino Jesus e o Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês foi fundamental para expandir o programa com mais qualidade e eficiência. Hoje, somos referência em toda cidade por apresentar resultados acima da média, com menos custo e com uma equipe multiprofissional especializada que presta atendimento individualizado com melhores desfechos clínicos e mais qualidade de vida às crianças”, explica Antonio Carlos Madeira, diretor médico do hospital.  

Fluxo de atendimento 

Se confirmado o diagnóstico durante o pré-natal, a maternidade, antes da alta, agenda a primeira consulta no Hospital Municipal Infantil Menino Jesus, responsável por fazer uma avaliação completa no bebê. O tratamento, que começa logo nos primeiros dias de vida, é planejado e desenvolvido pela equipe da linha de cuidado que inclui ortopedista, psicólogo, assistência social, técnico em gesso e equipe de enfermagem. 


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.