Homem tenta matar ex-namorada na Vila Olímpia, mas acaba assassinando o patrão dela

0
872

A garçonete já tinha uma medida protetiva contra o ex-namorado, que já foi preso por tentar matá-la com uma faca

 

O dono de uma lanchonete da Vila Olímpia foi morto, durante o expediente, pelo ex-namorado de uma funcionária que foi até o local armado para matá-la. Câmeras de segurança mostram Jonathan Lopes Viturino, de 27 anos, chegando na lanchonete, na Av. Doutor Cardoso de Melo. Ele entra no salão, faz os disparos e foge logo em seguida.
Tudo aconteceu por volta das 6h da manhã da última segunda-feira (25). A garçonete, que já tinha uma medida protetiva contra ele, estava varrendo a calçada quando viu que o ex-namorado estava chegando. Ela correu para dentro da lanchonete, subiu a escada e tiros atingiram seu patrão. Em depoimento, Jonathan contou a Polícia que eles estavam separados desde janeiro de 2018 e que em maio foi ao local com uma faca. Na época, ele ficou preso durante três meses, por ameaça.
Na última terça-feira (26), Jonathan foi denunciado pelo próprio irmão e foi preso em flagrante, no extremo da Zona Sul. Ele é acusado de tentativa de homicídio contra a ex-namorada e homicídio qualificado pela morte do patrão dela.
“Ele assume que foi lá pra matar a ex-companheira, no entanto, matou o dono do estabelecimento. Ele não se diz arrependido do que ele fez. Ele diz que fez uma barbaridade, mas confessou”, disse o delegado Higino Grigio.

 

SOS MULHER
Mulheres que tem medidas protetivas contra um ex-companheiro, concedidas pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), podem pedir socorro, caso estejam em alguma situação de risco, através do aplicativo SOS Mulher, lançado pelo Governo do Estado.
O governador João Doria explica que, basta a mulher apertar um botão que a Polícia Militar é acionada. “A viatura mais próxima é enviada rapidamente até o local de onde foi emitido o sinal por meio do celular, em georreferenciamento. É mais rápido do que o sistema 190, que já é eficiente”, disse Doria.
O aplicativo está disponível nas lojas virtuais Google Play e Apple Store. As usuárias devem fazer um cadastro com informações que serão analisadas no TJSP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.