Homem tenta matar ex-namorada na Vila Olímpia, mas acaba assassinando o patrão dela

0
509

A garçonete já tinha uma medida protetiva contra o ex-namorado, que já foi preso por tentar matá-la com uma faca

 

O dono de uma lanchonete da Vila Olímpia foi morto, durante o expediente, pelo ex-namorado de uma funcionária que foi até o local armado para matá-la. Câmeras de segurança mostram Jonathan Lopes Viturino, de 27 anos, chegando na lanchonete, na Av. Doutor Cardoso de Melo. Ele entra no salão, faz os disparos e foge logo em seguida.
Tudo aconteceu por volta das 6h da manhã da última segunda-feira (25). A garçonete, que já tinha uma medida protetiva contra ele, estava varrendo a calçada quando viu que o ex-namorado estava chegando. Ela correu para dentro da lanchonete, subiu a escada e tiros atingiram seu patrão. Em depoimento, Jonathan contou a Polícia que eles estavam separados desde janeiro de 2018 e que em maio foi ao local com uma faca. Na época, ele ficou preso durante três meses, por ameaça.
Na última terça-feira (26), Jonathan foi denunciado pelo próprio irmão e foi preso em flagrante, no extremo da Zona Sul. Ele é acusado de tentativa de homicídio contra a ex-namorada e homicídio qualificado pela morte do patrão dela.
“Ele assume que foi lá pra matar a ex-companheira, no entanto, matou o dono do estabelecimento. Ele não se diz arrependido do que ele fez. Ele diz que fez uma barbaridade, mas confessou”, disse o delegado Higino Grigio.

 

SOS MULHER
Mulheres que tem medidas protetivas contra um ex-companheiro, concedidas pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), podem pedir socorro, caso estejam em alguma situação de risco, através do aplicativo SOS Mulher, lançado pelo Governo do Estado.
O governador João Doria explica que, basta a mulher apertar um botão que a Polícia Militar é acionada. “A viatura mais próxima é enviada rapidamente até o local de onde foi emitido o sinal por meio do celular, em georreferenciamento. É mais rápido do que o sistema 190, que já é eficiente”, disse Doria.
O aplicativo está disponível nas lojas virtuais Google Play e Apple Store. As usuárias devem fazer um cadastro com informações que serão analisadas no TJSP.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.