#Há50Anos: E ESTAS TRAGÉDIAS QUANDO ACABARÃO?

0
22

Em 23 de outubro de 1970, a Gazeta de Santo Amaro publicou a seguinte pergunta em sua manchete de capa: “E ESTAS TRAGÉDIAS QUANDO ACABARÃO?”. O texto traz um relato trágico: um atropelamento na Ponte do Socorro.

“8 horas da manhã de segunda-feira. Marchiano Bonzowski seguia para seu trabalho, pedalando sua bicicleta. Era início da semana, uma semana como todas as outras para Marchiano. Como sempre seguia pela Ponte do Socorro junto à guia para não atrapalhar os motoristas nem se arriscar a sofrer um acidente. Era cuidadoso. Sabia que a Ponte tem duas mãos e que ele ia enfrentar a Avenida Vitor Manzini, que tem uma só. Era cuidadoso, mas os outros não.

Marchiano já atingia a metade da ponte sem saber que mais algumas pedaladas tinha um encontro com a morte.

O boletim policial depois registrava: O caminhão de chapa 761075 dirigido por José Dias Moura, tendo como ajudante Florisvaldo Ramos Nogueira, trafegando contra-mão atropelou e matou Marchiano Bonzowski, que pilotava uma bicicleta, e perdendo a direção, veio a capotar, caindo de cima do viaduto.

Marchiano morreu em cima da calçada, quando trafegava em sua mão. Foi mais uma tragédia na Ponte do Socorro. Não foi a primeira e nem será a última. Outra já aconteceram e muitas outras virão a acontecer se providências não forem tomadas: maior fiscalização para impedir o excesso de velocidade e o Departamento de Estradas de Rodagem do Município continue a duplicação da Avenida Vitor Manzini”.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.