Governo de SP inicia construção de hospital de campanha no Ginásio do Ibirapuera para atender pacientes com coronavírus

0
460

O hospital deve ser inaugurado no dia 1º de maio com 240 leitos para pacientes de baixa complexidade da doença. Cerca de 800 profissionais da saúde serão contratados para trabalhar no local


O Governo de São Paulo prevê que, no dia 1º de maio, seja inaugurado o terceiro hospital de campanha na capital paulista para tratar os pacientes infectados pelo coronovírus. Segundo o governador João Doria, este terceiro hospital será construído no Ginásio do Ibirapuera, com investimento de, aproximadamente, R$ 42 milhões.

“Com isso, nós teremos na capital de São Paulo três hospitais de campanha: a Prefeitura, com apoio do Governo do Estado, inaugurou ontem (6) o Hospital de campanha do Estádio do Pacaembu, com 200 leitos. No dia 15, abrirá o Hospital de campanha do Parque Anhembi, com 1,8 mil leitos e, no dia 1º de maio, o hospital de campanha que abriremos no Complexo do Ibirapuera, com 240 leitos”, disse Doria.

Estes 240 leitos no Ibirapuera serão destinados para pacientes de baixa complexidade da doença, que serão encaminhados das unidades de pronto atendimento.  O local também terá outros 28 leitos para estabilização, além de sala de descompressão e tomografia e consultórios médicos.

O Hospital de campanha do Ibirapuera terá 7,5 mil m², ocupando o gramado e uma parte da pista de atletismo do Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães. A administração do hospital será feita por um convênio da Secretaria Estadual de Saúde com a organização social Seconci, que já administra hospitais e ambulatórios médicos no Estado de São Paulo. A Seconci, então, vai contratar 800 profissionais de saúde para trabalhar no local.

No total, os três hospitais de campanha da capital paulista vão disponibilizar mais de 2.200 leitos para pessoas que forem infectadas com o coronavírus. O Hospital de campanha do Estádio do Pacaembu já foi aberto e começou a receber os primeiros doentes: apenas no primeiro dia de funcionamento, cerca de 35% dos leitos já foram ocupados.

Além do Pacaembu, Anhembi e Ibirapuera, o Governo de SP já tem um projeto para criar um Hospital de campanha no CEU Paraisópolis para atender os moradores da região e desafogar os serviços no Hospital do Campo Limpo.


FALE COM A REDAÇÃO[email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.