Governo de SP estende horário de funcionamento do comércio e serviços a partir de 1º de maio

0
3

Em “voto de confiança”, estabelecimentos não essenciais poderão abrir as portas em novo horário: das 6h às 20h, entre 1º e 9 de maio. Cada local pode atender apenas 25% do público


A partir do próximo sábado (1º), o Estado de São Paulo avança em mais uma etapa da flexibilização do comércio na pandemia da Covid-19.

Desde o dia 18 de abril, o Estado já estava flexibilizando o horário de restrições com a volta dos cultos e missas, e a reabertura das lojas.

No dia 24 de abril, foi a vez da reabertura de parques; salões de beleza; restaurantes e lanchonetes; cinemas, teatros, museus e eventos; academias e centros esportivos. Todos esses estabelecimentos podiam funcionar apenas das 11h às 19h.

A partir do dia 1º de maio, então, o Governo de São Paulo vai permitir que estabelecimentos não essenciais abram as portas em novo horário:  das 6h às 20h, até o dia 9 de maio. Os parques, no entanto, têm horário diferenciado: das 6h às 18h. Cada local pode atender apenas 25% do público.

“Nós estamos novamente dando um voto de confiança para todos os setores econômicos. A expansão do horário é significativa”, disse a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.

O toque de recolher, assim como o rodízio de carros na capital paulista, continua no horário das 20h às 5h. O Governo mantém também a recomendação de teletrabalho para setores administrativos das empresas e escalonamento dos horários de entrada e saída no comércio, serviços e indústrias.

Todos os comércios devem respeitar as regras de distanciamento social e a higiene, oferecendo álcool gel e aferindo a temperatura nas portas de entrada.

“Damos assim a continuidade gradual e segura de abertura da economia do estado de São Paulo para recuperar empregos e dar oportunidades aos brasileiros de nosso estado de terem acesso a renda, salário e dignidade em suas vidas. Estamos evoluindo, mas não liberando. Siga as regras sanitárias para proteger as suas vidas e de seus familiares”, afirmou o governador João Doria.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.