Funcionários dos Correios entram em greve geral por tempo indeterminado

0
135

Categoria reivindica redução de salários e a privatização da empresa

Durante uma assembleia realizada na terça-feira (10) os funcionários dos Correios decidiram entrar em greve geral em todo pais por tempo indeterminado.

A categoria quer impedir a redução dos salários e de benefícios e é contra a privatização da estatal, que foi incluída no mês passado no programa de privatizações do governo Bolsonaro.

O reajuste salarial de 0,8% é um dos principais pontos reclamados pelos trabalhadores. Além disso, a categoria é contra a exclusão do vale cultura, a redução do adicional de férias de 70% para 33% e o aumento da mensalidade do convênio médico e da coparticipação em tratamentos de saúde.

Segundo representantes dos funcionários, até 80% das agências espalhadas pelo país podem aderir.
A privatização dos Correios ainda precisa passar por estudos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e, caso vá em frente, precisaria de aprovação do Congresso. Os críticos à privatização dizem que, apesar de ainda dever 2,5 bilhões de reais pelos prejuízos acumulados de 2013 a 2016, os Correios fecharam os últimos dois anos no azul.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.