Fé, Tradição e Penitência – Romaria dos Cavaleiros de Bom Jesus do Pirapora completa 100 anos

1
608

O calendário de festividades do centenário inclui desde a inauguração de um marco que será criado em Santo Amaro até outro na chegada em Pirapora do Bom Jesus


O CETRASA (Centro de tradições de Santo Amaro) sediou no último sábado (21) o lançamento da programação especial de 100 anos da Romaria dos Cavaleiros de Bom Jesus do Pirapora.

O Dr. José Carlos Bruno (presidente do CETRASA) aproveitou a oportunidade para falar sobre sua infância, na qual acompanhou de perto a saída de algumas romarias, que são tão tradicionais em Santo Amaro. “As crianças ficavam ansiosas, todo pessoal saía na rua, aqueles desfiles maravilhosos. Faz parte intimamente da história de Santo Amaro. Acho importante não só para o CETRASA, que é o guardião das tradições, mas também para os jovens de hoje, para que eles vejam e sintam o que foi Santo Amaro em outros anos”, afirmou o presidente.

“Tudo começou em 1920, com Sr. Senerino Branco de Araújo, um rapaz que era tropeiro e se tornou comerciante aqui de Santo Amaro, que, junto com alguns amigos, peregrinaram até Pirapora de Bom Jesus. Existem muitas histórias de como começou a tradição, mas a informação mais precisa vem da família do Sr. Senerino, é que a romaria começou como forma de agradecer”, explicou Karina Grisiela da Silva, presidente da Romaria centenária.

A partir de 2010 aconteceu um boom de romarias sendo que, atualmente, existem cinco outras romarias e a dos Cavaleiros acontecem todos os anos initerruptamente. “É importante ressaltar que o santamarense sempre foi romeiro. É que essa romaria é comunitária, uma tradição que passa de pai para filho. Depois do falecimento do meu pai, existe uma polêmica de que essa romaria iria se encerrar. Eu sou atual presidente até 2021 e essa romaria só iniciou um novo ciclo para os próximos 100 anos”, conta Karina.

Vereador Ze Turin e Dário P. Santos, presidente da AESUL

O vereador Ze Turin afirmou que “todos os anos estamos sempre presentes. Vamos mandar a emenda para bancar a escultura do monumento que instalaremos no Largo Bonneville para marcar o centenário da romaria e dos santamarenses, desse bairro que amamos muito”.

“Foi a primeira vez que eu vim, achei fantástico. A AESUL tem outro viés, mas esse é um projeto que nos interessa, com certeza”, disse Dário P. Santos, presidente da Associação Empresarial da Região Sul.

O evento contou ainda com a presença de representantes da sociedade santamarense e de outras entidades como, Mario Machado, presidente do ILESP (Instituto Empresarial de São Paulo).

O calendário de festividades do centenário inclui desde a inauguração de um marco que será criado em Santo Amaro até outro na chegada em Pirapora do Bom Jesus.

No dia 18 de outubro, haverá uma peregrinação a pé, junto com as outras cinco romarias, para reavivar a intenção da fé com saída na Catedral de Santo Amaro até Bom Jesus do Pirapora.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.