Estudantes produzem livros e promovem manhã de autógrafos para seus familiares na Zona Sul

0
795

Cerca de 100 alunos dos 3ºs anos da E.M.E.F. Olavo Fontoura participaram do projeto “Pequenos Escritores”


“Era uma vez uma velhinha que morava dentro de um sapato. Ela tinha tantos filhos, que pensava quantos filhos ela tinha: – Eu tenho 12 filhos. Que nada, eu tenho 42. Não, eu tenho 24”. É assim que começa o livro escrito por Davi Teixeira Bueno, do 3º Ano B. Leia aqui a história completa em sua versão digital. E uma dica: faça isso com um fone de ouvido, pois irá escutar o som do folhear das páginas.

Esta é uma das cem histórias criadas por estudantes dos 3°s anos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Olavo Fontoura, no Jardim Clímax, na Zona Sul, que participaram do projeto “Pequenos Escritores”, no qual cada aluno teve oportunidade de escrever seu próprio livro e desenhar suas ilustrações. A apresentação do resultado final do projeto ocorreu no sábado (21). As crianças tiveram um momento de mesa de autógrafos e as famílias ficaram emocionadas com o resultado de todo trabalho.

Cada sala optou por uma forma de trabalhar o projeto. Uma turma fez a leitura de “A melhor família do mundo”, de Suzana Lopes, e, após debate, escreveram sobre si e suas famílias, além de produzirem as ilustrações para o livro coletivo do 3º A. Outra fez a reescrita do texto “A Família que Morou Dentro de Um Sapato”, de Jéssica Iancoski, e assim surgiram as inúmeras versões do 3º B, como a que lemos no início da matéria.

Também teve o reconto de “A Grande Fábrica de Palavras”, de Agnès de Lestrade, feitos pelo 3º C. E, ainda, no 3º D, levantaram memórias pessoais e com a ajuda da família foram “tecendo” sua própria colcha de retalhos, além dos registros escritos, já que que fizeram a leitura de “Colcha de Retalhos”, de Nye Ribeiro da Silva.

A forma para registrar as criações também variaram entre escrita de próprio punho e digitação, utilizando recursos do Laboratório de Educação Digital. Além disso, ao compartilharem seus livros com os colegas e familiares, as crianças desenvolvem habilidades de expressão oral e a capacidade de apresentar suas criações de maneira articulada e confiante.

Com o projeto, as crianças usaram a imaginação e a criatividade, exploraram diferentes técnicas de desenho e expressaram suas ideias.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.