Em live, professora de Arquitetura da UNIP fala sobre a formação da Avenida Paulista

0
23

Pensando em contar como ocorreu sua formação arquitetônica, as redes sociais oficiais da UNIP promoverão nesta sexta-feira (5), às 15h, a live “Temporalidades arquitetônicas na avenida Paulista”


Conhecer a história da criação da Avenida Paulista, quem não gostaria? A avenida, com suas edificações, é marcante. Quem por lá já passou não esquece jamais.

Pensando em contar como ocorreu sua formação arquitetônica, as redes sociais oficiais da UNIP promoverão nesta sexta-feira (5), às 15h, a live “Temporalidades arquitetônicas na avenida Paulista”.

A apresentação ficará por conta da premiada arquiteta Renata Priore Lima – professora do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNIP, doutora em urbanismo pelo Departamento de Planejamento Urbano e Gestão do Território da Escola de Arquitetura de Barcelona e pela Universidade Politécnica da Catalunha.

Sob a mediação da jornalista Silvia Vinhas, a conversa promete ser muito interessante. Pudera, a Profa. Renata trará ao público a história da charmosa Paulista, enfocando de que forma foi feita sua ocupação, ao longo dos anos.

Know-How para isso ela tem de sobra: em março de 2019, em Barcelona, recebeu o prêmio “Manuel de Solà-Morales de Urbanismo”, expoente da arquitetura espanhola. Promovido pelo Laboratório de Urbanismo de Barcelona (LUB), do qual Solà-Morales foi fundador, e pela Universidade Politécnica da Catalunha (UPC), o concurso elegeu as melhores teses de doutorado em urbanismo desenvolvidas em universidades da Europa.

Para aquela edição, foram consideradas 49 teses elaboradas entre 2016 e 2017, representando 25 universidades de dez diferentes países europeus. Após avaliação, sete finalistas apresentaram suas ideias para uma banca de jurados. A professora da UNIP ficou em primeiro lugar, representando a UPC, onde defendeu o doutorado.

O projeto apresentado por Priore aplicou ciências sociais aos processos contemporâneos de conformação da cidade de São Paulo, em especial a Avenida Paulista. O trabalho demonstra a evolução de distintos tipos de centralidade ao longo do tempo, com enfoque na ocupação dos espaços de uso comum, como a rua, as calçadas e as áreas abertas nos térreos dos edifícios da mais famosa avenida da cidade.

“O objetivo foi discutir e definir os conceitos de espaço coletivo e de centralidade linear, tanto na literatura urbana do Brasil como na da Europa, buscando reconhecer a construção destas ideias em diferentes contextos. O projeto também procurou compreender o processo histórico evolutivo da Paulista e explicar, do ponto de vista morfológico, de que maneira a rede de espaços coletivos se adapta ao processo de transformação da avenida em eixo articulador da estrutura e da vida urbana da metrópole. Na live, vamos falar sobre tudo isso”, explica Renata Priore.

Não perca. É só acessar:

https://www.youtube.com/user/UNIPOficial

https://www.linkedin.com/school/unip/

https://www.facebook.com/UNIPoficial


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.