22.6 C
São Paulo
sexta-feira, 24 junho, 2022
Mais

    Em junho, Prefeitura realiza audiência pública sobre o PIU Ginásio do Ibirapuera

    Mais lidas

    Moradores da região Sul podem dar contribuições para elaboração da minuta final do decreto que vai regular os parâmetros urbanísticos do espaço. Um Projeto de Intervenção Urbana foi criado para o Ginásio do Ibirapuera porque o equipamento está situado em uma Zona de Ocupação Especial que devem receber parâmetros urbanísticos específicos


    No dia 29 de junho, às 19h, a Prefeitura realiza a primeira audiência pública sobre o Projeto de Intervenção Urbana (PIU) Ginásio do Ibirapuera, que contempla a área do Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães.

    Segundo a Prefeitura, “o objetivo da audiência é recolher contribuições para elaboração da minuta final do decreto que vai regular os parâmetros urbanísticos do espaço”.

    Um Projeto de Intervenção Urbana foi criado para o Ginásio do Ibirapuera porque “o equipamento está situado em uma Zona de Ocupação Especial (ZOE) e, de acordo com a atual Lei de Zoneamento (Lei 16.402/16), essas zonas devem receber parâmetros urbanísticos específicos estabelecidos por um PIU”.

    Para que os moradores da região possam enviar suas considerações sobre o projeto, a Prefeitura recebe contribuições, até o dia 2 de julho, na consulta pública aberta no site: https://cutt.ly/unxof3L

    “A consulta disponibiliza à população uma minuta de Decreto regulamentador, que será editado pela Prefeitura de São Paulo, definindo os parâmetros de uso e ocupação do solo para a área da ZOE em referência. As contribuições recebidas na consulta pública e em todo o processo participativo auxiliarão o poder público a aperfeiçoar o PIU”, informa a Prefeitura.

    A audiência acontecerá pela plataforma do Microsoft Teams e será transmitida pelo canal do YouTube da Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento.

    PRIVATIZAÇÃO

    O Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães está prestes a ser privatizado pelo Governo de São Paulo que prevê a construção de uma arena esportiva com capacidade para 20 mil pessoas (já que atualmente cabem 10 mil), além de um espaço semelhante a um shopping, com a implantação de lojas, área de alimentação, pista de skate e playground. O projeto também prevê a construção de um hotel.

    De acordo com o Governo de São Paulo, o Complexo gera um gasto de R$ 18 milhões por ano com manutenção, enquanto a arrecadação é de R$ 2,5 milhões, aproximadamente. Com a concessão, pelo período de 35 anos, o Complexo vai garantir R$ 220 milhões em melhorias.


    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas