Distritos da Zona Sul são os que mais coletaram lixo reciclável durante a quarentena

0
115

Ao todo, de janeiro a junho, foram arrecadados 191,5 mil toneladas de entulho, grandes objetos e resíduos recicláveis nos ecopontos das Subprefeituras da cidade de São Paulo. Entre 23 de março a 30 de julho houve uma queda de 3% na produção do lixo domiciliar e aumento na coleta do lixo reciclável


Segundo a Prefeitura de São Paulo, os ecopontos da Subprefeitura Campo Limpo são os que mais receberam resíduos descartáveis no primeiro semestre do ano: em junho, foram 2,1 mil toneladas de resíduos coletadas.

Ao todo, de janeiro a junho, foram arrecadados 191,5 mil toneladas de entulho, grandes objetos e resíduos recicláveis nos ecopontos das Subprefeituras da cidade de São Paulo.

“Nos últimos anos, os ecopontos têm registrado um aumento nos materiais recebidos. Comparando os últimos três anos, de 2016 a 2018, foi registrado um aumento de 30% de resíduos. Em 2019, foi registrado um aumento de 8%, comparado ao ano anterior. Esses números estão inteiramente ligados à diminuição de pontos viciados de descarte irregular e ações de educação ambiental”, informou a gestão municipal.

Recentemente, a Zona Sul da capital ganhou mais um Ecoponto para que os moradores possam se desfazer de materiais que não irão mais utilizar. O novo ecoponto, localizado na Av. Vitor Manzini, em Santo Amaro, recebe pequenos volumes de entulho, grandes objetos (móveis, sofás, etc) e podas de árvores.

Outros nove ecopontos devem ser inaugurados na Zona Sul, de acordo com a Prefeitura, que não informou a data, nem os locais.

Durante a quarentena, momento em que as pessoas passaram a ficar em casa, o perfil do lixo produzido mudou: entre 23 de março a 30 de julho houve uma queda de 3% na produção do lixo domiciliar (cerca de 32,3 mil toneladas a menos que o mesmo período no ano passado) e um aumento de 27% na produção de lixo reciclável.

“Durante o mesmo período, os resíduos provenientes da coleta seletiva apresentaram um aumento de 27% – cerca de 7,1 mil toneladas de resíduos a mais. De abril a junho deste ano, foram coletadas na Subprefeitura Vila Mariana uma média de 1,1 mil toneladas de recicláveis por mês – região que apresentou maior número de materiais coletados”, informou a Prefeitura.

A coleta de lixo reciclável não parou durante a quarentena. As concessionárias responsáveis pelo serviço de coleta têm capacidade de, juntas, separar 500 toneladas de materiais por dia. “Então, continuem separando os resíduos dentro de casa e coloquem ao lado de fora para o caminhão da coleta seletiva recolher. Lembrando que o caminhão para esse fim possui a cor verde”, alerta Cristina Fabris, gerente de planejamento e coleta seletiva da Amlurb (Autoridade Municipal de Limpeza Urbana).

Para saber o dia e horário que o caminhão da coleta passa na sua região, acesse: https://www.reciclasampa.com.br/horarios-de-coleta


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.