Desfile da Independência retorna ao Sambódromo do Anhembi com presença do Prefeito Ricardo Nunes

0
343
O desfile das cavalarias foi muito aguardado pelo público, que lotou o sambódromo

Prefeito esteve ao lado do Governador Tarcísio de Freitas e de diversas autoridades militares


Na quinta-feira (7) foi celebrado os 201 anos desde a independência do Brasil de Portugal, sendo oficialmente o pontapé inicial para a construção da identidade tipicamente brasileira, agora não como colônia, e sim como uma autêntica nação.

Com presenças do Governador Tarcísio de Freitas, do Prefeito Ricardo Nunes, e de diversas autoridades e lideranças das Forças Militares, da Marinha, Aeronáutica, Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Civil Metropolitana, e até Bombeiros e enfermeiros, o Desfile Cívico-Militar de São Paulo voltou a acontecer, no Sambódromo do Anhembi, com mais de 9 mil integrantes das respectivas entidades de segurança.

Infelizmente, não houve o hasteamento oficial da bandeira brasileira, mas isso não impediu que o público presente nas arquibancadas lotada pudesse presenciar um lindo desfile. Diversas escolas, grupo de escoteiros e entidades de música participaram das ações, prestigiando o eterno grito de ‘independência ou morte’, dito por Dom Pedro I.

Um ponto de forte comoção geral foi quando policiais militares em cadeiras de rodas desfilaram, enquanto o público era informado de que se tratavam de pessoas que estão hoje em cadeiras de rodas em decorrência de consequências em ações policiais, tudo isso sob a regência do ‘Tema da Vitória’, imortalizada por Ayrton Senna, honrando os verdadeiros heróis de nossa cidade.

Outro destaque foi a forte participação feminina desfilando. Todas as entidades de segurança (exército, marinha, aeronáutica, polícia e GCM) tiveram a ala feminina, não somente embelezando o sambódromo, mas enaltecendo o importante papel feminino, zelando pela segurança.

Dois dos momentos mais aguardados foram os desfiles de veículos, quando passaram desde o antigo Fusca da Polícia Civil da década de 1970 até o novo Chevrolet Camaro, apreendido e agora em uso pela própria Polícia Civil. Um tanque do exército foi o grande destaque, além de carros com artilharias e canhões embutidos, mostrando nossas forças armadas na prática.

O segundo momento foi das tradicionais cavalarias, ponto alto com as vestimentas imperiais, ao qual desfilaram bandeiras de todos os Estados do Brasil, além das antigas Bandeiras do Brasil Imperial e dos ‘Estados Unidos do Brasil’.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.