CPOR/SP faz 94 anos com elo com a história e a sociedade

0
316
Foto Emiliano Constenla

Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de São Paulo (CPOR/SP) completou, neste sábado (6), 94 anos. Além da tradição na formação de líderes para a sociedade paulista, a escola que forjou mais de 20 mil Oficiais da Reserva do Exército Brasileiro tem em sua história elo com o processo de Independência do Brasil e a participação de seus integrantes na Segunda Guerra Mundial.

Uma cerimônia reuniu militares da ativa e da reserva, além de autoridades civis e militares, entre os quais Oficiais Generais do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, para homenagear o Estabelecimento de Ensino, cujo o atual prédio – sua 5ª e definitiva sede -, na zona norte de São Paulo, foi erguido no terreno de uma fazenda que pertenceu ao governo provincial no século 19.

Em 1821, o local foi moradia de José Bonifácio de Andrada e Silva, o “Patriarca da Independência”, que redigiu ali, como conselheiro do príncipe Dom Pedro I, o manifesto que pedia a permanência dele no Brasil. O ato culminou, meses depois, na Independência do Brasil. Uma estátua de bronze de José Bonifácio, na entrada do Centro Solar dos Andradas, homenageia esse legado.

Neste sábado, os 175 alunos do Curso de Formação de Oficiais da Reserva (CFOR), seus instrutores e demais militares que servem na unidade, rememoram a história dos integrantes do CPOR/SP de todos os tempos e reafirmam, no Pátio Patriarca da Independência, o compromisso com a defesa e a soberania da pátria. Também mantêm vivos os valores da Força Terrestre, tais como patriotismo, civismo, culto às tradições e espírito de corpo. Além dos futuros Oficiais da Reserva do Exército, uma representação de alunos do Colégio Militar de São Paulo (CMSP) participou da atividade.

A solenidade de aniversário foi presidida pelo Gen Div Pedro Celso Coelho Montenegro, Comandante da 2ª Divisão de Exército. Ele e os demais Oficiais Generais das Forças Armadas foram recebidos na Organização Militar pelo Comandante do CPOR/CMSP, Cel Alexandre Lückemeyer Machado Carrion.

Também estiveram presentes na solenidade de aniversário do CPOR/SP, o governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas; os Deputados Federais Gilberto Nascimento, Pastor Eurico, Cel Telhada e Celso Russomano; além do ministro do Superior Tribunal Militar (STM), Péricles Aurélio Lima de Queiroz, que foi aluno do CPOR/SP em 1972. Os presidentes da Sociedade de Amigos do CPOR/SP (SOAMI-CPOR/SP), Sr Douglas Ramos, e da Associação Brasileira de Oficiais da Reserva (ABORE), Sr Alexander Dannias, também estiveram presentes.

Além da entrega de condecorações, como diplomas e medalhas, a Comandantes e membros de outras Forças de Segurança, políticos, empresários e personalidades – simbolizando a integração do CPOR/SP com a sociedade -, foi feita a aposição de uma corbélia de flores no monumento de José Bonifácio. A tetraneta de José Bonifácio, Sra Graziela Andrada, participou do ato.

O destaque na cerimônia deste ano foi a entrega, pela SOAMI-CPOR/SP, da medalha comemorativa aos 40 heróis da FEB (Força Expedicionária Brasileira). Os militares formados pelo CPOR/SP lutaram há 80 anos na Itália, durante a Segunda Guerra Mundial, e foram lembrados na solenidade. Um ex- combatente da FEB, Sr Orlando Donadio, de 104 anos, esteve presente  na formatura e foi homenageado.

Ainda neste mês, no dia 25, na Itália, por meio de uma iniciativa integrada entre o Comando do CPOR/SP e a SOAMI-CPOR/SP, uma placa comemorativa, com os nomes dos 40 Febianos, será instalada em uma área de museu no Castelo de Montese. A data foi escolhida por marcar os 80 anos da Libertação da Itália, quando foram retomadas as últimas cidades ainda dominadas pelos alemães.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.