Cidade de São Paulo aplica mais de 123 mil doses de vacinas em Dia D de multivacinação

0
49

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), aplicou até as 17h, deste sábado (30), mais de 123 mil doses de vacinas durante Dia D de multivacinação. As 470 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) realizaram imunização contra a gripe, sarampo (tríplice viral), a Covid-19, além de disponibilizar outras vacinas previstas no calendário nacional de imunização.

Ao todo, foram aplicadas 51.185 doses contra a gripe, sendo 32.380 somente em crianças de 6 meses a menores de 5 anos. A imunização contra o vírus influenza teve início para esta faixa etária neste sábado (30). Também foram aplicadas 32.190 vacinas tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), sendo 29.254 em crianças de 6 meses a menores de 5 anos, 2.578 na população de 6 a 62 anos e 358 em trabalhadores de saúde.

As outras 14.850 contemplam 16 vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças: BCG, pentavalente, vacina inativada poliomielite (VIP), vacina oral poliomielite (VOP), pneumo 10, rotavírus, meningo C, varicela, hepatite A, febre amarela, DTP (difteria, tétano e coqueluche), dupla adulto, hepatite B, HPV, meningo ACWY e pneumo 23. Durante o Dia D, as UBSs avaliaram 37.655 carteirinhas de vacinação.

“Um destaque muito especial, além das 16 vacinas que estão disponíveis, é a imunização contra a gripe e o sarampo, que é uma doença altamente transmissível, então é muito importante que as crianças se vacinem”, disse o prefeito da cidade, Ricardo Nunes, durante visita à UBS Jardim Aeroporto.

Neste domingo (1º de maio), os parques Buenos Aires, Severo Gomes, do Carmo, Villa-Lobos, da Independência, Ceret e da Juventude vacinarão contra a Covid-19 e a gripe, das 8h às 17h. Na avenida Paulista, a imunização ocorrerá em uma tenda, instalada no número 52, e em uma farmácia parceira (número 995), das 8h às 16h. Os parques e a tenda da avenida Paulista aplicarão doses de vacina contra a Covid-19 e a gripe para as faixas etárias elegíveis. A farmácia contará somente com vacina contra a Covid-19.

Na segunda-feira (2), a imunização contra Covid-19 e a gripe volta a ocorrer em toda a rede: UBSs e Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, das 7h às 19h, e nos megapostos e drive-thrus, das 8h às 17h. A vacinação para o público infantil é realizada somente nas UBSs e AMAs/UBSs Integradas.

Contra a Covid-19, podem se vacinar crianças de 5 a 11 anos, adolescentes e adultos; os postos aplicarão primeiras (D1), segundas (D2) e doses adicionais (DAs). Contra o vírus influenza, causador da gripe, o imunizante estará disponível para idosos acima de 60 anos de idade, trabalhadores de saúde e crianças maiores que 6 meses e menores que 5 anos. Na segunda-feira (2), a vacinação contra influenza estará disponível para grávidas e puérperas.

É válido destacar que, para crianças entre 5 e 11 anos de idade, a vacinação contra o sarampo e a Covid-19 não deve ser feita simultaneamente, devendo ser priorizada a imunização contra a Covid-19. Depois de 15 dias pode ser aplicada a vacina contra o sarampo. Para a população em geral, acima de 12 anos e trabalhadores da saúde, pode ser feita a imunização simultânea entre as vacinas de sarampo, gripe e Covid-19.

Covid-19

Até este sábado (30), foram aplicadas 30.974.424 doses de vacinas contra a Covid-19, sendo 11.757.468 primeiras doses (D1), 10.991.670 segundas doses (D2), 357.611 doses únicas (DUs), 6.964.506 primeiras doses adicionais (DA1) e 903.169 segundas doses adicionais (DA2). A cobertura vacinal da população com mais de 18 anos está em 110,3% para D1, em 106,6% para D2, em 75,4% para DA1 e em 9,8% para DA2.

Em adolescentes de 12 a 17 anos, foram aplicadas 976.547 D1, representando uma cobertura vacinal de 115,7%. Também foram aplicadas 868.829 D2 alcançando 102,9% do público elegível. Já em crianças de 5 a 11 anos, foram aplicadas 957.230 D1, representando uma cobertura vacinal de 88,4%, e 636.539 D2, alcançando 58,8% do público elegível.

Mais informações e a lista completa dos postos podem ser encontradas na página Vacina Sampa.

Avança Saúde Hipertensão

O Avança Saúde Hipertensão, promovido neste sábado (30) pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), atendeu 16.333 pacientes e realizou mais de 5,2 mil consultas médicas. As ações ocorreram das 8h às 17h.

Ao todo, foram 16.074 aferições de pressão arterial, 10.109 estratificações do risco cardiovascular, 14.113 índices de massa corporal (IMC) calculados, 14.065 avaliações odontológicas para risco de câncer bucal, além de ações de orientações farmacêuticas, práticas integrativas, atividades físicas, uso racional de medicamentos, educação alimentar, cultura de paz e grupos educativos com os participantes das unidades.

Realizado por meio da Secretaria-executiva de Atenção Básica, Especialidades e Vigilância em Saúde (Seabevs) da SMS, o Avança Saúde Hipertensão faz parte das ações de promoção à saúde e assistência às Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT), efetuadas ao longo dos meses de abril e maio na rede SUS da capital.

“Essas ações são importantes para diagnosticar e prevenir doenças, além de orientar a população sobre os cuidados com a saúde”, afirmou Luiz Carlos Zamarco, secretário municipal da Saúde.

Em maio, estão previstas outras duas atividades: o Avança Saúde Auditivo e o Avança Saúde Diabetes. Para saber mais informações, o munícipe deve procurar a UBS mais próxima de sua residência.

Ações contra a dengue

Neste fim de semana (30 de abril e 1º de maio), a SMS realiza, por meio das 28 Unidades de Vigilância em Saúde (Uvis), uma ampla força-tarefa com foco na eliminação de mosquitos adultos e larvas do Aedes aegypti, além de conscientizar a população do perigo da dengue.

Cerca de 2 mil agentes realizam visitas em domicílios e em pontos estratégicos do município de São Paulo. O objetivo é o controle larvário com o uso de larvicida biológico, bloqueios de transmissão, eliminação manual de criadouros, nebulização de inseticidas com máquinas de nebulizações ultrabaixo volume (UBV) veicular e costal e atendimento às solicitações de munícipes.

A prefeitura conta com 70 viaturas para nebulização e está ampliando a frota com sete novos veículos.

Segundo o diretor da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), Luiz Artur Caldeira, os novos veículos vão aumentar a capacidade de combate ao mosquito. “Nós estamos ampliando o potencial de combate ao vetor com estas caminhonetes. Cada carro desse consegue fazer quatro vezes mais do que o maquinário comum que utilizamos”, disse. E conclui dizendo que esse inseticida não faz mal à saúde nem dos animais, exceto aos mosquitos, e nem aos humanos.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.