Ciclovia da Marginal Pinheiros reabre após reformas durante a quarentena

0
160

A ciclovia foi concedida para a administração privada, por 36 meses, e as empresas vão investir R$ 6 milhões. Segundo o Governo, já foram retiradas 50 toneladas de lixo da via, o asfalto foi revitalizado, uma nova sinalização foi colocada e uma estação especial para ciclistas foi implantada com banheiros na Estação Vila Olímpia da CPTM


Após quatro meses, o Governo de São Paulo reabriu a Ciclovia da Marginal Pinheiros nesta segunda-feira (3). Durante o período em que esteve fechada por causa da pandemia, a via passou por reformas: nova sinalização e revitalização do asfalto.

“A expectativa dos trabalhadores e trabalhadoras, que são expressiva maioria dos utilizadores da ciclovia – quase 70% do total -, é realmente grande para que eles possam usá-la como meio de transporte na micromobilidade”, disse Alexandre Baldy, secretário dos Transportes Metropolitanos.

Em fevereiro, época do fechamento, a ciclovia foi concedida para a administração privada, por 36 meses. As empresas vão investir R$ 6 milhões, sendo que R$ 2,2 milhões já foram investidos: já foram retiradas as lombadas e pintados os bicicletários e uma das sete guaritas de segurança, a que fica perto do Parque do Povo. Além de corte da grama e retirada de mais de 50 toneladas de lixo.

“O asfalto mais danificado foi refeito e foram retiradas as lombadas para dar acessibilidade às bicicletas adaptadas – hand bikes. Também foram adquiridas seis cadeiras de rodas para auxiliar os ciclistas adaptados”, informou o Governo do Estado.

Nos próximos meses a ciclovia deve receber iluminação, para funcionar a noite, e guardas vão atuar presencialmente no atual período de funcionamento, das 5h30 às 18h30.

“Seguranças presenciais estarão na ciclovia durante todo o seu período de funcionamento, de segunda a domingo. Na estação Vila Olímpia da CPTM foi instalada uma estação especial de apoio aos ciclistas, com instalações de banheiro masculino, feminino e também um banheiro adaptado para pessoas com deficiência. Foram reformados também os 12 banheiros ao longo da ciclovia”, explicou o governador João Doria.

Até o dia 14 de agosto, uma parte da ciclovia ficará interditada, perto da Ponte Eusébio Matoso. Para acessar, os cliclistas devem ir até a passarela da Cidade Universitária, ao Jaguaré ou entrar pelo Parque do Povo ou pelo acesso da Vila Olímpia.


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.