Casos de internações por Covid-19 voltam a subir em São Paulo

0
36

Nos últimos dias, profissionais da Saúde já vinham relatando essa subida de casos nos hospitais, mas o Governo se esquivou dessas informações e o prefeito Bruno Covas disse que esses comentários são fake news. Nesta segunda-feira (16), no entanto, o Governo de São Paulo admitiu que, após meses de flexibilização, existe um aumento no número de pessoas infectadas e internadas


Os casos de internações por Covid-19 voltaram a subir no Estado de São Paulo.

Entre 8 e 14 de novembro, o aumento foi de 18% em relação à semana anterior, tanto na rede pública quanto na rede privada de Saúde: a média diária de internações aumentou de 859 para 1.009.

Nos últimos dias, profissionais da Saúde já vinham relatando essa subida de casos nos hospitais, mas o Governo se esquivou dessas informações. Nesta segunda-feira (16), no entanto, o Governo de São Paulo admitiu que, após meses de flexibilização, existe um aumento no número de pessoas infectadas.

Diante disso, o Plano São Paulo, que dita as regras da flexibilização, só será atualizado no dia 30 de novembro, e não mais semanalmente. “Pelos indicadores disponíveis, a maioria da população do Estado hoje seria promovida para a fase verde do Plano SP. Porém, indicadores de ocupação de UTI e internações, sob responsabilidade do Governo do Estado de SP, cresceram nesta última semana em relação à anterior. O momento requer precaução para uma análise mais completa para a proteção da população”, afirmou o governador João Doria.

Entre os dias 12 e 13 de novembro, o Hospital Albert Einstein registrou 18 novas internações por Covid-19 e aumento na realização de testes: de 27 de outubro a 02 de novembro foram feitos 867 testes, com 97 positivos; e entre 03 e 09 de novembro, a quantidade de teses subiu para 1017, com 155 confirmações. “Hoje, são 68 leitos ocupados por pacientes com diagnóstico confirmado para a doença. Da última semana de setembro ao dia 12 de novembro, a média de internações oscilou entre 50 e 55 pacientes infectados pelo SARS-Cov-2”, informou o Hospital.

Na capital paulista, o prefeito Brunos Covas atrelou o aumento dos casos e internações a fake News. “Não há nada que aponte um segundo pico da doença na cidade de São Paulo. Isso é mais uma fake news, lançada as vésperas da eleição, mostrando o desespero eleitoral de alguns”, disse o prefeito durante um debate eleitoral.

Os hospitais municipais, no entanto, vêm registrando uma crescente de internações e casos da doença, de acordo com os boletins da Secretaria Municipal de Saúde:

  • 25/10: 357.586 casos confirmados / 510 internados
  • 30/10: 363.863 casos confirmados / 533 internados
  • 05/11: 367.601 casos confirmados / 560 internados
  • 10/11: 374.054 casos confirmados / 581 internados
  • 15/11: 382.581 casos confirmados / 606 internados

Nesta segunda-feira (16), o Estado registra 40.576 mortes por coronavírus e 1.169.377 de casos confirmados da doença desde o início da pandemia. De acordo com o secretário de Saúde do Estado, medidas mais restritivas podem ser tomadas se os casos continuarem a subir nos próximos dias.

“Se nós tivermos índices aumentados, seguramente, medidas muito mais austeras e restritivas serão realizadas no sentido de continuarmos a garantir vidas. É assim que o faremos”, afirma Jean Gorinchteyn.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.