Câncer de próstata é dominante entre todos os tipos de tumores malignos entre homens

0
649

De 2022 até agora, o DataSus já registrou 61.049 casos deste tipo de neoplasia em território brasileiro


Entramos em novembro, mês mundial de combate ao câncer de próstata. A campanha Novembro Azul, já consolidada no calendário de saúde, objetiva alertar para a importância do diagnóstico precoce da doença que, entre todos os tipos de neoplasias, é a mais frequente entre os homens brasileiros, depois do câncer de pele, além de ser a que mais mata.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer – INCA, que prevê cerca de 70 mil novos casos de câncer de próstata por ano até 2025, a região sudeste do Brasil é a que mais concentra os registros. E de 2022 até agora, o DataSus já registrou 61.049 casos deste tipo de neoplasia maligna em território brasileiro.

Dados do site da Sociedade Brasileira de Urologia indicam que, quando diagnosticada precocemente, a doença tem 90% de cura. Os exames preventivos ainda são a principal forma de combate à doença, segundo consenso entre os médicos. De acordo com a Agência Nacional de Saúde – ANS, em 2022, foram realizados quase 942 mil exames de PSA, que diagnosticam a doença no sangue, na rede de saúde suplementar. Já na Hilab, biotech brasileira especialista em tecnologia diagnóstica, o PSA figura entre os 10 mais procurados nos últimos 12 meses. Com a nova regulamentação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a RDC 786/2023, que autoriza a realização de exames de sangue em farmácias, espera-se que a demanda de procura por esse exame aumente e colabore com o diagnóstico precoce da doença.

Em sua fase inicial, o câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata – que é dificuldade de urinar ou a necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite, por exemplo. Na fase avançada, pode provocar dor óssea, outros sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada e até insuficiência renal. Desta forma, a detecção precoce do câncer é uma estratégia utilizada para encontrar um tumor numa fase inicial e, assim, possibilitar maior chance de tratamento bem sucedido.

No caso do câncer de próstata, os principais exames para diagnóstico são o toque retal e o exame de sangue, para avaliar a dosagem do antígeno prostático específico, conhecido por PSA.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.