Autódromo de Interlagos completa 80 anos

0
346

Com o processo de concessão à iniciativa privada cancelado pela Prefeitura, o Autódromo celebra 80 anos com um mural, feito pelo artista Eduardo Kobra, que retrata o piloto Ayrton Senna na comemoração do tricampeonato, após sua primeira conquista no Brasil, em 1991


Lá em 12 de maio de 1940, a festa de inauguração do Autódromo de Interlagos contou com o Grande Prêmio Cidade de São Paulo, que antes acontecia nas ruas da capital paulista. Hoje, 12 de maio, o Autódromo de Interlagos completa 80 anos de existência celebrando com um presente especial: um mural, feito pelo artista Eduardo Kobra, que retrata o piloto Ayrton Senna na comemoração do tricampeonato, após sua primeira conquista no Brasil, em 1991.

“Cheguei a pensar em suspender tudo devido a essa terrível pandemia que acontece no mundo inteiro, mas achei que Senna, com seu exemplo de resiliência, é um símbolo ainda mais importante em um momento tão difícil como este. Por isso escolhi para retratar no mural o instante icônico de 24 de março de 1991”, disse Kobra.

Hoje, o Autódromo de Interlagos é palco de grandes performances dos maiores pilotos de Fórmula 1 e também de outras categorias esportivas como motociclismo, copa truck, corridas de bike. Além de ser, também, palco de eventos musicais internacionais.

Além da pista principal, o Complexo de Interlagos tem o Kartódromo Ayrton Senna, um Parque perimetral e duas quadras esportivas para os visitantes.

Desde o ano passado, porém, o Grande Prêmio de Fórmula 1 do Brasil, que há anos acontece em Interlagos, está ameaçado de ir para o Rio de Janeiro, por causa da manifestação do presidente Jair Bolsonaro de levar o GP para a capital carioca.

O governador de São Paulo, João Doria, e o prefeito da capital paulista, Bruno Covas, já realizaram reuniões com os empresários da Fórmula 1 para manter o GP do Brasil na cidade de São Paulo. Segundo o promotor do GP do Brasil, Tamas Rohonyi, essa questão pode ser resolvida ainda esse mês. “As negociações para renovar o contrato de Fórmula 1 estão avançando bem e acreditamos concluir o processo também até o final de maio”, disse.

O que não avança bem é a concessão do Autódromo. Atualmente, o Complexo de Interlagos é administrado pela Prefeitura que desde o ano passado tenta passar essa administração para a iniciativa privada, através de uma concessão.

Em maio de 2019, a concessão foi aprovada pela Câmara dos Vereadores, porém, no dia 28 de abril deste ano a Prefeitura cancelou o processo de licitação porque o Tribunal de Contas do Município (TCM) concluiu que o projeto “não possui condições de prosseguimento”.

Segundo o TCM, é preciso: comprovar (com dados, projeções de receitas e despesas) o reequilíbrio financeiro com a manutenção do local; justificar os valores e o prazo de pagamento dos R$ 6 bilhões da outorga onerosa por 35 anos de concessão; dar clareza sobre o que será investido, no prazo de 35 anos, pela futura concessionária com um projeto básico de obras e intervenções previstas; melhorar a caracterização do espaço do Complexo, com as áreas onde poderão ser construídos novos empreendimentos.

Além disso, o TCM acredita que, em meio a uma pandemia, não é possível firmar uma concessão de 35 anos porque pode haver mudanças no equilíbrio econômico da Prefeitura com a concessionária contratada.


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.