ARTIGO | A influência de Rothbard e da Escola Austríaca no anarcocapitalismo de Javier Milei

0
298
Modern hospital machinery illuminates blue MRI scanner generated by artificial intelligence

A eleição de Javier Milei como presidente da Argentina trouxe ao centro das atenções o anarcocapitalismo, uma ideologia que ele defende fervorosamente. Essa filosofia política, que combina anarquismo com capitalismo de livre mercado, tem suas raízes no trabalho de Murray Rothbard e nas ideias da Escola Austríaca de economia.

Murray Rothbard, um economista e teórico político americano, é frequentemente citado como o principal arquiteto do anarcocapitalismo, defendendo a eliminação do Estado e a criação de uma sociedade baseada em propriedade privada e trocas voluntárias no mercado. Suas ideias foram fortemente influenciadas pela Escola Austríaca, conhecida por sua ênfase no individualismo metodológico, teoria do valor subjetivo e crítica às intervenções governamentais na economia.

Javier Milei, seguindo os passos de Rothbard, promove uma visão de um Estado mínimo ou inexistente, em que o mercado livre e as interações voluntárias entre indivíduos são as forças motrizes da sociedade. Ele defende que tal abordagem não apenas resguarda a liberdade individual, mas também leva a uma maior eficiência e prosperidade econômica.

A palavra “anarco” em “anarcocapitalismo” vem do termo “anarquia”, que é frequentemente entendida no seu sentido original como “ausência de governo” ou “sem governo”. O anarcocapitalismo é uma filosofia política que combina anarquia, no sentido de uma sociedade sem Estado, com os princípios do capitalismo de livre mercado. Os principais aspectos que unem “anarco” ao “capitalismo” no anarcocapitalismo são: ausência do Estado; livre mercado; lei e ordem; e voluntarismo e não-agressão.

A eleição de Milei representa um ponto de inflexão significativo na política argentina e suscita um debate global sobre a viabilidade política do anarcocapitalismo. Ela oferece uma oportunidade para reexaminar as teorias de Rothbard e da Escola Austríaca à luz dos desafios políticos e econômicos contemporâneos.

Hugo Garbe, Professor de Ciências Econômicas do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM)


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.