ARTIGO | A blockchain como novo caminho para a indústria musical

0
419
Uma das principais vantagens da blockchain é a transparência que ela traz para o gerenciamento dos direitos autorais

A indústria musical tem enfrentado desafios significativos ao longo dos anos, desde a gestão dos direitos autorais até a distribuição justa de receitas para os artistas. No entanto, uma tecnologia tem despertado esperanças e expectativas: a blockchain. Acredito firmemente que a blockchain tem o potencial de revolucionar a indústria musical e solucionar muitos dos problemas que a afligem.

Uma das principais vantagens da blockchain é a transparência que ela traz para o gerenciamento dos direitos autorais. Atualmente, os artistas enfrentam dificuldades para provar a autenticidade e a propriedade de suas obras, o que pode levar a disputas legais demoradas e custosas. Com a tecnologia, os artistas podem registrar suas músicas de forma imutável, garantindo a prova incontestável de autoria. Isso ajudaria a proteger seus direitos e a facilitar a negociação e o licenciamento das obras.

Além disso, a blockchain pode ser uma poderosa ferramenta no combate à pirataria na indústria musical. Ao vincular cada música a um registro único e rastreável, a blockchain permite que os artistas acompanhem o uso de suas obras, evitando a disseminação de cópias ilegais. Isso não apenas protegeria os direitos autorais dos artistas, mas também incentivaria um ambiente mais justo e sustentável para a criação musical.

Outro aspecto que essa tecnologia pode auxiliar, é a possibilidade de implementar micropagamentos e novos modelos de remuneração para os artistas. Atualmente, a distribuição de receitas na indústria musical muitas vezes é opaca e desigual. Com a blockchain, seria possível criar contratos inteligentes que garantem que os artistas sejam recompensados ​​de forma justa e instantânea. Isso poderia trazer um novo equilíbrio para a indústria, valorizando verdadeiramente o trabalho dos artistas.

Atualmente, muitos artistas dependem de plataformas de streaming centralizadas, o que pode limitar sua visibilidade e seu controle sobre a distribuição de suas músicas.

Através dessa tecnologia, podemos criar um ambiente onde a criatividade e o talento sejam valorizados, fortalecendo a indústria musical como um todo. Acredito que ela pode abrir novos caminhos para os artistas e para a forma como consumimos música.

*Carlos Santos é cofundador da Astro Cash.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.