Aniversário de SP: Conheça 5 roteiros pedagógicos para se aprofundar na rica história da cidade

0
829

Fragmentos históricos e artes icônicas narram o nascimento da maior cidade da América Latina


Os 469 anos da maior metrópole da América Latina, São Paulo, serão comemorados no próximo dia 25 de janeiro. E que tal conhecer lugares que narram parte desta rica história? A Forma Conhecer, especializada em turismo pedagógico, destaca cinco roteiros pedagógicos para maior aprendizado sobre como se consolidou como uma das cidades mais importantes do mundo.

MASP – Museu de Arte de São Paulo: É possível conhecer e analisar um dos mais importantes acervos de artes plásticas da América Latina, tendo a oportunidade de identificar os vários períodos da história da arte, bem como suas características e conhecer nos detalhes a história da icônica Avenida Paulista.

Pinacoteca de São Paulo: Lá, vocês terão a oportunidade de interpretar algumas das obras mais icônicas da produção brasileira dos séculos XIX e XX. Há obras de grandes artistas, como Tarsila do Amaral, Lasar Segall, Cândido Portinari, Almeida Júnior, entre outros. Em uma das seções, o público conhece o histórico do tradicional bairro da Luz.

Museu Afro Brasil: Localizado no Parque Ibirapuera, conserva um acervo com mais de 6 mil obras de artistas brasileiros e estrangeiros, produzidas entre o século XVIII e os dias de hoje. Entre as obras exibidas, estão pinturas, esculturas, gravuras, fotografias, documentos e peças etnológicas.

Museu do Ipiranga: O edifício histórico é um monumento à Proclamação da República, o berço da nação e um espaço de memória brasileira. Os estudantes têm a oportunidade de conhecer cada detalhe da consolidação da Constituição Brasileira, além de ter acesso à origem dos nomes de bairros e avenidas famosas de São Paulo e a detalhes de como era a atividade industrial na cidade.

Pateo do Collegio: Foi o local onde São Paulo nasceu, a partir da construção de uma pequena cabana de pau a pique onde se reuniam 13 jesuítas, entre eles José de Anchieta e o padre Manoel da Nóbrega, empenhados em catequizar os nativos. O museu, composto por sete salas, expõe coleções de arte sacra, uma pinacoteca, objetos indígenas, uma maquete de São Paulo no século XVI, a pia batismal e antigos pertences de Anchieta, entre outras coisas.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.