Alunos do Colégio Salgueiro são finalistas de competição de inovação que vale viagem à NASA

0
555

Escola localizada em Interlagos é uma das 6 finalistas e se classificou entre 140 selecionadas de todo o país


Sabrina de Queiroz, Pedro Paganini, Sophia Minassidis e Guilherme Paiva, alunos do 9º ano B do Colégio Salgueiro, estão bem próximos de um dos dias mais importantes de suas vidas acadêmicas. O grupo é um dos seis finalistas do HackaNAV, competição promovida pelo Nave à Vela, que visa incentivar a criatividade e o espírito empreendedor dos alunos, e que dará aos vencedores uma vivência de 12 dias na NASA, em Houston, nos Estados Unidos.​

​A partir do tema “Práticas sustentáveis aplicadas à realidade da escola e/ou comunidade”, 140 escolas de todo o país tiveram que criar um protótipo funcional que tivesse impacto real e sustentável, melhorando a eficiência dos recursos e minimizando ​o impacto ambiental.

Com orientação do educador e diretor João Paulo Salgueiro, os jovens de 14 anos procuraram apresentar uma solução para um problema real: o descarte inadequado de vidro. A ideia surgiu quando Pedro leu uma reportagem sobre acidentes envolvendo catadores, garis e coletores de lixo que se cortaram com cacos de vidro mal descartados.

A solução criada pelo grupo foi a de um protótipo que esmigalhasse o vidro descartado, a fim de deixar os pedaços menores, diminuindo assim o risco do saco ser perfurado e machucar quem fosse manusear o lixo ou de poluir o meio ambiente. Vale lembrar que o vidro é um dos materiais que mais demora a se decompor na natureza: mais de 4 mil anos, segundo especialistas.

Confira o vídeo que classificou o Colégio Salgueiro para a final:

O caminho até a final foi árduo, além de conciliar o cronograma da maratona de uma semana com o das aulas, os alunos tiveram que amadurecer as ideias para chegar ao protótipo final. “Foi engraçado quando a Sabrina saiu daqui cheia de ideias e no dia seguinte apareceu dizendo que a mãe tinha destruído tudo”, lembrou JP, como é conhecido o orientador.

Na final, que acontece no dia 30 de setembro, na sede do Insper, os alunos não contarão com o auxílio de JP e terão de apresentar uma solução para um tema surpresa, mas Sabrina se mostra confiante: “Nosso grupo trabalha bem, e mesmo sem poder contar com a ajuda dele (JP), temos que pensar que os outros grupos também não terão o auxílio de seus coordenadores”. Boa sorte aos jovens representantes da nossa Zona Sul!

O educador João Paulo Salgueiro, o jornalista e ex-Colégio Salgueiro, Angelo Cordeiro, os estudantes Pedro Paganini, Sophia Minassidis, Sabrina de Queiroz, Guilherme Paiva e a coordenadora Rose Mary Tremante

SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.