Alunos da rede municipal terão refeições pela primeira vez no Recreio nas Férias

0
50

Mais de 1 milhão de estudantes da Rede Municipal entraram em férias e a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), iniciou nesta segunda-feira (11), em 52 pontos da capital, as atividades da 40ª edição do programa Recreio nas Férias. Neste ano, de forma inédita, serão servidas refeições durante todo o período de recesso que irá até 22 de julho.

O fornecimento de três refeições diárias faz parte do conjunto de ações da Prefeitura no combate à insegurança alimentar na cidade. A partir do dia 18, também haverá distribuição de kit de frutas aos alunos durante as férias, além de 407.444 cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade de estudantes da Rede Municipal.

O prefeito Ricardo Nunes acompanhou, nesta segunda-feira (11), algumas atividades no Centro Educacional Unificado (CEU) Alto Alegre.

“Fico feliz em ter uma equipe tão comprometida. A gente está todos os dias preocupado com a qualidade de vida das pessoas”, disse.

Entre 11 e 15 de julho, refeições serão oferecidas durante as atividades do Recreio nas Férias, que neste ano terá como tema “O brincar muda o mundo!”. O programa ocorre em 52 polos distribuídos em diversas regiões da cidade entre segunda (11) e sexta-feira (15), das 9h às 16h. A expectativa é atender 13 mil estudantes, de 4 a 14 anos, todos os dias. As atividades são gratuitas e não estão restritas aos alunos da Rede Municipal.

“O filho do rico vai para um clube particular e viaja nas férias. O filho do pobre tem o direito a ter o Recreio nas Férias no CEU, espaço fantástico, para que possa aproveitar. Depois voltamos com o trabalho de recomposição da aprendizagem, recuperação e cuidar da educação que, infelizmente, teve consequências graves durante a pandemia”, afirmou o secretário de Educação, Fernando Padula.

Durante o Recreio nas Férias, os participantes terão acesso a três refeições diárias (café da manhã, almoço e lanche da tarde). No café da manhã e no lanche serão servidos pães com proteína, como queijo e carne, sucos e frutas. Para o almoço, o cardápio vai incluir itens como carne bovina, carne suína, peixe, frango, ovos, legumes e verduras.

Neste ano, pela primeira vez, mesmo após o término do Recreio nas Férias, as refeições vão continuar sendo servidas entre os dias 18 e 22 de julho nos mesmos polos em que foi realizado o programa. Serão atendidos crianças e adolescentes de 4 a 14 anos que participaram do Recreio e que moram na comunidade. Eles poderão almoçar e, em seguida, levar um kit de frutas para casa.

“Temos 1.080.000 mil alunos na nossa rede. Desses, a gente tem 505 mil crianças que estão classificadas em situação de pobreza ou extrema pobreza. Isso nos remete a um compromisso ainda maior, que é cuidar da educação, mas ter uma visão com relação a essa desigualdade social tão grande que existe na nossa cidade”, afirmou o prefeito Ricardo Nunes.

No dia 25 de julho, as aulas regulares serão retomadas na Rede Municipal, junto com o fornecimento da merenda escolar.⁣

Programação

Durante o Recreio nas Férias estão previstas práticas culturais e esportivas, passeios para unidades do Sesc, museus e espaços culturais da cidade de São Paulo, oficinas, contações de história, espetáculos teatrais e musicais, além de jogos e brincadeiras diversas com brinquedos infláveis, ocupando os diversos espaços dos CEUs/polos.

O evento contará com o apoio de 646 agentes recreativos e 52 coordenadores de polos trabalhando ao lado dos servidores que já atuam na Rede Municipal. Entre os polos que receberão o programa estão 45 CEUs, três CECIs, duas instituições – Jardim Jaraguá I e Jardim Jaraguá II (DRE MP), a Etec Professor Adhemar Batista e a Emef Bernardo O’Higgins.

Cestas básicas

Outra ação da Prefeitura para diminuir a insegurança alimentar, além das refeições diárias nas férias, é a distribuição de 407.444 cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade de estudantes da Rede Municipal. A ação ocorre por meio de uma parceira entre SME, secretarias municipais de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) e a São Paulo Turismo (SPTuris).

Serão beneficiados 322.048 estudantes classificados na faixa de extrema pobreza e outros 85.503 na condição de pobreza. Todos as famílias estão com o cadastro ativo no CadÚnico. A distribuição será feita por meio de 3.800 escolas da Rede Municipal.

As cestas básicas são compostas por dois pacotes de leite em pó; um pacote de arroz tipo 1; um pacote de feijão; um pacote de farinha de mandioca; um pacote de açúcar; uma embalagem de óleo de soja; um pacote de sal; um pacote de macarrão; uma caixa de polpa/purê de tomate; e duas latas de sardinha em óleo.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.