Zona Sul lidera fila por vagas em creches, apesar da diminuição da demanda na capital

0
559

Nos três primeiros meses deste ano, houve uma diminuição de 40% na quantidade de crianças que esperam por uma vaga em creche de SP

 

O número de crianças a espera de uma vaga em creches na capital caiu 40% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o ano passado, segundo a Prefeitura. De janeiro a março de 2018, cerca de 57.819 crianças estavam na fila de espera, e neste ano, são 34.317.
Na comparação com o mês de dezembro do ano passado, no entanto, a fila aumentou já que, no último mês de 2018, mais de 19 mil crianças, de 0 a 3 anos, esperavam por uma vaga.
Apesar da diminuição, das 10 regiões com a maior demanda por vagas, seis bairros estão na Zona Sul: Grajaú (2.188), Jardim Ângela (2.144), Jardim São Luís (1.772), Cidade Ademar (1.687), Campo Limpo (1.440) e Capão Redondo (1.428).
Nesta semana, a Defensoria Pública de São Paulo fez um mutirão, na Assembleia Legislativa de São Paulo, para atender mães e pais que encaminharam, à Justiça, pedidos de vagas em creches. Desde o início do ano, a capital paulista acumula mais de 1.000 ações judiciais com pedidos de matrículas na rede de ensino infantil.
De acordo com a Prefeitura, cerca de 334.085 crianças estão matriculadas na rede municipal de ensino, até o momento. Sendo que, em 2018, 334.560 estavam matriculadas. Segundo o secretário municipal de educação, João Cury Neto, a Prefeitura pretende abrir 35 mil vagas até o final de 2020.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.