Tribunal Superior Eleitoral cria protocolo sanitário contra a Covid-19 nas eleições municipais

0
13

O Plano de Segurança Sanitária para as Eleições Municipais de 2020 foi elaborado por especialistas da área da saúde e prevê recomendações para eleitores, mesários, candidatos e todos os grupos que participam do processo eleitoral


No próximo domingo (15), mais de 147 milhões de eleitores brasileiros se mobilizam para participar do processo democrático mais importante do país: as eleições. E neste ano, assim como todos os eventos, as eleições acontecem com rígidos protocolos de segurança, devido a pandemia da Covid-19.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) elaborou um Plano de Segurança Sanitária para as Eleições Municipais de 2020, com orientações de especialistas da área da saúde. “O minucioso plano traz orientações voltadas ao eleitor, um rigoroso procedimento a ser observado dentro da seção eleitoral e uma série de dicas complementares para os mesários, as quais serão repassadas durante o treinamento dos mesmos”, informou o TSE.

O Plano de Segurança Sanitária para as Eleições Municipais de 2020 traz recomendações para diferentes grupos de pessoas que participam do processo eleitoral: mesários, candidatos e representantes de partidos políticos, eleitores, colaboradores e servidores da Justiça Eleitoral e Polícia Militar.

O segundo turno das eleições acontecem no dia 29 de novembro. Caso haja segundo turno, as mesmas regras continuam em vigor. No geral, as regras são:

  • Se apresentar febre: não sair de casa;
  • Higienizar as mãos com álcool em gel antes e depois de votar;
  • Se possível, levar sua própria caneta para assinar o caderno de votação;
  • Uso obrigatório de máscara desde o momento que sair de casa até a volta;
  • Manter a distância de, no mínimo, 1 metro das outras pessoas dentro dos locais de votação;
  • Se possível, comparecer sozinho ao local de votação (evite levar crianças e acompanhantes);
  • Respeitar a marca de distanciamento nas filas e nas seções eleitorais (sinalizada com adesivos nos chãos);
  • Se houver dúvida na identificação, o mesário pode pedir que você dê dois passos para trás e abaixe brevemente a máscara;
  • Mostrar o documento oficial com foto, esticando os braços em direção ao mesário, que verificará os dados de identificação à distância.

“Essas são as medidas que nós tomamos para conciliarmos esse rito vital para democracia que é a realização das eleições, com a produção da saúde da população. O cuidado com a saúde é muito importante. E o direito de votar e ajudar a escolher o rumo da sua cidade pelos próximos quatro anos vem logo em seguida. Convocamos os eleitores a participar desse momento relevante para a democracia com muita responsabilidade, tomando todos os cuidados sanitários indicados”, afirmou o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.